sábado, outubro 31

O Cozinheiro

Meus caros,

quem pensa que um bom Chef de cozinha, cozinha, está enganado. Quem cozinha é mesmo o cozinheiro.

O Sousa, grande cozinheiro, não poupou condimentos. Que belo prato fez hoje. Juntou um golo limpo e descascado com prontidão. Ignorou um segundo amarelo ao Pereira aos 5' da 2ª cozedura, o que deixava muito tempo os caseiros a temperar com menos 1....Fez de conta que não viu, por 4 vezes mexer com a mão o produto.....e ainda viu um cliente Paraguaio correr e empurrar os convivas Maxi e Dimaria para fora da confusão, levar um sopapo dum macaco suplente dos caseiros....que como sabemos é coisa grave, daí a expulsão do restaurante...

Muuuuuuuito bem cozinhado.

O manjar foi servido: Um monte de merda putrefacta e adulterada. Saboreiem-no as hienas que essas não se importam que tipo de merda comem. É merda e isso basta.

Bom apetite.

Alguém pagou a refeição, mas era de muito bom tom uma bela gorja......

Nem com Jesus se derrota um SOUSA!

Com SOUSA, qq lance em que esteja mais do que 3 jogadores do Benfica na área adversária deve ser imediatamente anulado. Não vá ele ter que dar mais explicações aos seus colegas dos Xupa-Dragays.

sexta-feira, outubro 30

Mais um movimento novo do Burro Fu Alves

Estamos sempre a aprender com o mestre do kickboxing. A cada jornada, um novo ataque.



quinta-feira, outubro 29

AMÉN!!!!

quarta-feira, outubro 28

Coitadinho... ele sabe lá o que diz...


Como a jornaleirada avençada não pode nem quer falar do melhor futebol que este país já viu nos ultimos anos, entretém-se a alimentar o provincianismo complexado que prolifera por aí.
Vai daí resolvem falar com um exemplo perfeito do Portugal dos pequeninos: patacas (acho que é assim que se escreve).
O tontinho do nacional quer aproveitar os "5 minutos de fama" e diz que :"talvez por isso o porto ganhe mais".
Portanto para o patacas o fóculporko ganha mais porque o Jesus levantou 4 dedos da sua mão.
HEHEHEHEHEHE, fdsse, mas em que mundinho é que esta malta vive?
O gajo é mesmo estúpido !!!
Alguém faz a gentileza de lhe perguntar o que o ENORME tem a ver com o clubeco regional de andrades assumidamente corruptos?
Alguém se importa de dizer ao pobre rapazola que o fóculporko tem ganho mais nos ultimos anos graças ao putedo (será que está a salvaguardar o emprego da mãe?), à corrupção, aos compadrios, às jogadinhas de bastidores, etc?
Alguém pode informá-lo que o fóculporko foi condenado, assim como o velhadas peidoso do seu presidente por corrupção?
E por fim alguém lhe pode mostrar esta noticia, ou sugerir para que fale com os seus vizinhos da ilha sobre o que é o tunel do dragay, onde a triste figura diz que nunca teve problemas?
ps.- aceitam-se apostas para quem adivinhar qual o árbitro dourado que vão escolher para o jogo de sábado contra o fcporko b (ou braguinha).
Vou ficar muito admirado se não for um destes: olarápio, proença, jorge sousa, xistra, um dos irmãos costa.

Avelãs, o pregador "on line"

Ontem, ao fazer a minha filtragem diária e habitual das notícias “on line”, e neste caso, num dos pasquins desportivos da nossa praça, dou conta de mais uns rabiscos do croniqueiro Luís Avelãs.
Qual profeta, pregador e guardião da ética, da moral e dos bons costumes, Avelãs resolveu dissertar sobre comportamento gestual e verbal alheio.
Foi mais uma novidade a juntar a tantas e tristes surpresas com que este inefável escrevinhador nos tem brindado. Desta vez, metamorfoseou-se em arauto, defensor da moral e dos bons costumes.

Será que bebeu de algum departamento dos Guardas da Revolução Iranianos esta douta sabedoria, expressa numa rídicula croniqueta recheada de hipocrisia?
Que autoridade moral tem este “jornalista” e o próprio jornalismo que pratica, de falar em “meninos de escola”, sabendo Nós da garotada e da criançada que chafurda nessa área?

Sabendo Nós da podridão e da imundície que grassa nos órgãos de CS, vem agora este presunçoso opinador de pacotilha dissertar sobre o gesto do J.J. e das declarações de M.M.
Qual “virgem ofendida” ou “beata de sacristia” vem “dar um ralhete” às atitudes de ambos.
E a sua própria atitude, no princípio, meio e fim da croniqueta?

Pois é!
Qual a importância e a dimensão de um diferendo de cariz estritamente pessoal, bem vincado por J.J., expresso na exibição de quatro dedos ao alto e de uma indirecta verbal, vendo o que vemos e sabendo o que sabemos, através de factos e evidências incontestáveis sobre diferendos que se passam entre jornalistas e com os mesmos, e da sua promiscuidade na actividade que desempenham, com os demais agentes e intervenientes que protagonizam as notícias e as reportagens?
A relevância que este fulaninho dá ao episódio está na razão directa da sua visão redutora e mesquinha de um facto completamente irrelevante num jogo de futebol, em que a saliência deveria ir para o “score” de 6-1 e para a superior exibição de quem ganhou.
E mais nada!
Mas para este tipo de escrevinhadores, no caso do Benfica o essencial esquece-se e o acessório é que interessa.
Esta croniqueta só é comparável em hipocrisia, à criancice exibida por alguns repórteres jornalistas através das suas perguntas, antes e depois do desafio, acicatando ainda mais um contencioso que existe entre ambos os treinadores, exclusivo de ambos e sempre correctamente esvaziado por J.J.

- Mas afinal o que é que esta camarilha quer?

Com tudo o que li, e pela forma sequencial da medíocre croniqueta, quando falou em “meninos de escola”, lembrei-me da incontornável figura do “Queixinhas” da minha escola primária e também da “beata de sacristia” da minha terra.
O “Queixinhas” era sempre aquele que na escola, por tudo e por nada já estava a fazer os choradinhos piegas, por inveja, falta de competência e de tudo e mais alguma coisa ao professor. A “beata de sacristia” batia com a mão no peito em todas as missas e novenas, para depois, nas horas vagas, maliciosamente, fazer com que senhor prior trocasse o breviário pelo seu valente par de mamas e algo mais que deixo á vossa prolífera imaginação.

Luís Avelãs nunca morreu de amores pelo Benfica.
Claro que a maioria esmagadora dos Benfiquistas sabe separar “o trigo do joio” e Avelãs, na sua saga de zurzir no Glorioso, não perde uma oportunidade para as habituais ferroadelas, nem que sejam indirectas, como o fez agora na pessoa de J.J., colando M.M. para disfarçar.
Será que para ele, o manguito do treinador do grémio condenado por tentativa de corrupção, aqui há uns tempos atrás, lhe terá merecido um reparo tão extenso nos seus gatafunhos “on line” como o que fez ontem, especial e destacadamente com J.J. e com M.M.?

É por estas e por outras, que quando Avelãs fala em “meninos de escola”, nunca se deverá esquecer que também faz parte dessa hipotética turma e com a ridícula e vergonhosa alcunha que merece – “O Queixinhas”.
Enfim, um tipo de fruto sêco que espremido não dá sumo nenhum. Um fruto de mioleira carunchosa.

- Trata-te Avelãs, trata-te!

Diz o fulaninho, ao início do texto, que “futebolisticamente falando, o Benfica-Nacional não tem muito que se lhe diga”.
Pois, pois, 6-1 é tão categórico que já não permite a Avelãs e a um determinado bando prevaricador, arriar no Glorioso.
- Não é verdade, ó Avelãs?

Depois falou do árbitro, mas assumir atitudes à altura de um verdadeiro cronista, “tá queto”!...
Diz que “o árbitro foi o pior”. Mas faltou-lhe dizer que foi pior, bem pior para o Benfica, prejudicando-o claramente!

Após esta introdução, aí está Avelãs a nadar no mar da hipocrisia.
Começa por falar em “situações negativas” referindo-se às atitudes dos treinadores.
E continua, dizendo que, “não chego ao ponto de dizer que o “fair-play” é uma treta”…
- Mas gostavas, ó Avelãs. Gostavas ou não gostavas?
Imparável, atira - “ é dispensável ver os técnicos(…)não terem o discernimento necessário para evitar comportamentos desadequados”.
Esta é demais!
- Quem é este arauto da etiqueta e dos bons costumes?
- Com que direito é que este gajo escreve estas leviandades e barbaridades?

Se ele olhasse mas era para a sua área e para os seus ambientes promíscuos e neste caso, para dentro do campo e estivesse atento à violência que por lá campeia. Agora relevar aspectos secundários, sem expressão absolutamente nenhuma, é que é de condenar.
Entre um chorrilho patético e idiota de recomendações sobre ética, moral e bons costumes, remata dizendo que “J.J. e M.M. animaram a malta e deram um colorido adicional ao espectáculo”.
- Então mas em que é que ficamos?
- E o jogo? Não foi animado? Não foi um jogo emocionante?
- E o colorido vermelho e branco, não te chega ó Avelãs?
Avelãs faz de uma croniqueta medíocre, um recreio de escola primária, o que mesmo para um pasquim “on line” é mauzinho…
Bem ao seu nível.

Avelãs bem pode ir pregar para a sua freguesia pois os Benfiquistas não lhe pagam, nem nunca lhe pagarão para fazer redacções escolares tão infantis, mas obrigatòriamente têm e terão sempre de fazer a respectiva correcção de tão torpe exercício.

Em suma, um falso e manhoso pregador da Ética, da Moral e dos Bons Costumes!

GRÃO VASCO

Alto......o que é fashion é fashion....

Caríssimos........

no jogo de sábado, lá nos anexos sanitários da VCI, para além de golos irregulares e expulsões perdoadas aos do costume, algo mais.......digamos....."curioso" aconteceu.

Numa dada altura, logo após o 1-0 (com um boneco em fora de jogo posicional a passar no raio de visão do Rui Nereu, influenciando a reacção do mesmo, como é bom de entender, sem que nada tivesse sido assinalado pelo apitador, nem dito pelos mérdias ) e durante os festejos, o operador de camera da RTP foi feliz e captou um detalhe deveras interessante que passo a mostrar no seguinte vídeo, ora atentem:

video

......hummmmmm..........então? O que não está certo?

Ora bem, sabemos, aliás vê-se, que o Raúl Meio-reles é um aficcionado pelas tatoos, mas daí até tatuar a língua.....penso que não.

Sabemos também, ouvimos nas notícias, que há uma enfermidade viral que ataca sobretudo em certos animais, incluindo os caprinos: bodes, cabras, cabritos, cabrões, etc., chama-se a Língua Azul. Poderá ser?

Quando falamos em "Amarelinha" por estas bandas, não quer dizer que amarelinha se deva à cor......tal como uma Língua Azul ao serviço dos merdosos não queira dizer que ao Serviço da Selecção o Meio-reles não use já no Play-off uma língua vermelha e verde e depois uma coisa mais fashion durante o mundial (ou não), tipo uma língua caqui com aplicações em renda e tule em seda pura....portanto não sei......

É a vantagem que o ronaldinho leva....com aquelas barreiras de coral nem dá para ver se tem língua.

dissertem sobre isto.....se forem capazes.......

P.S.- Obrigado ao enorme nsalta que captou mais um detalhe.....giro....

terça-feira, outubro 27

Momento de humor!!!


Este gajo vai ser mais famoso que o João Pinto "Bombeiro" (o do "Prognósticos só no fim" ou de "o meu coração é só de uma cor: Azul e Branco).

Não podemos esquecer a famosa frase deste rapaz:

"Não fiquei nada satisfeito. A contratação do Saviola é igual à do Aimar no ano passado. Se fossem mesmo bons, se estivessem na parte boa da carreira, não vinham para o Benfica. Quero descobrir novos talentos, jogadores que possam dar tudo pelo Benfica e não acabar a carreira e passar férias"~~

Imaginem agora que em vez do Saviola e do Jesus, vinha o Azelha e os 60 Pernetas... AHAHAHAHAHAHAHAHAHAH

Ai Micael, Micael...Machado & Vasco!

AS PIRUETAS DA SEMANA [IV]


O jogo Benfica-Nacional teve um conjunto de protagonistas que se salientaram pela negativa, em função de péssimas, parciais e incompetentes actuações.
Começo pelo fim do título dado a este “post”.
A equipa de camisa amarela, calção preto e meias pretas que deambulou pelo relvado da Luz, fazendo asneiras sobre asneiras e prejudicando clara e ostensivamente o Benfica, destacada expressamente do “ghetto” português mais parecido com Palermo, conseguiu, logo na primeira parte do desafio, confirmar as sérias reservas e as grandes suspeitas, vindas já do ano transacto, e para as quais muitos Benfiquistas, o próprio Benfica e mais alguns críticos equilibrados e sensatos, não enfeudados ao sistema, tinham alertado – pelo seu histórico altamente duvidoso, sempre ao serviço de caras conhecidas, suas conterrâneas e ligadas aos tecidos riscados das barracas de praia, Vasco Santos não deveria ter arbitrado o jogo da Luz.
No primeiro tempo de jogo, descaradamente, e com o beneplácito dos seus fiscais-de-linha, - Alexandre Freitas e Tomás Santos - transformou um resultado de 3-0 a favor do Glorioso, num 2-1 tangencial, com toda a carga emocional e apreensão que isso acarreta, para a equipa que fez jus a estar a ganhar por larga vantagem já no fim desse período.
Não contente com a sua péssima e tendenciosa actuação, tratou de, na segunda metade do encontro, anular mais um golo ao Benfica, resultante de uma cristalina, espectacular e envolvente jogada de ataque.

O Nacional praticou aquele futebol pequenino em tudo igual à mentalidade e postura do seu “erudito” e mesquinho treinador – um matarruano com uma “dialética” labrega, composta habitualmente de frases e palavras que não valem “um vintém”.
Manuel Machado voltou, incorrigìvelmente, a lançar um chorrilho de vitupérios insinuantes e suspeitos, deitando um olhar vesgo, despeitado e cretinóide ao jogo.
Os seus comentários, como já é habitual, são ouvidos como “roncos de pocilga”, impregnados de um conteúdo sabujo e ressabiado; mas os 6 que levou no bornal, já lhe darão, com certeza, muito que pensar e remoer nos tempos mais próximos, atendendo ao “ódio de estimação” que nutre pelo Benfica e pelo “Mestre da Táctica”, tendo como gozo supremo ficar classificado à frente dele.
A azia ruminante e a raiva cega é tanta e tão primária, que basta compararmos as suas declarações de hoje com as que fez quando jogou na Pocilga de Palermo.
Um fulano que não merece dos Benfiquistas e do Benfica “um vintém” de consideração e respeito.

Por último, a referência à outra “estrela” de igual grandeza – Ruben Micael - que “ofuscou” os olheiros que ontem estiveram na Luz, (NÃO) marcando o tal golo tão apregoado durante a semana.
Já com um discurso muito semelhante ao dos “vendidos” de Palermo, roçando o provocatório e criando um clima grosseiro e desafiante, afirmando levianamente que iria marcar um golo, de certeza, na Luz, fez, depois do jogo, aquilo que qualquer frustradito faz quando apanha 6 bolachas (não da marca Nacional, mas sim da marca Benfica, e que marca!) na peida – lançou suspeições, tentando infantilmente desviar as atenções para túneis, devendo antes do mais pensar na grande lição que recebeu na Luz, respeitando quem o recebeu, ainda assim, com toda a dignidade e fidalguia.
Como embutiu uma dose indigesta, se calhar confundiu um local sadio pelo antro do mêdo e da coacção que existe a norte no túnel do terror na Pocilga de Palermo. Aí sim!
- Aí, nem pias, ó Micael!
Mas aqui, na Luz, foi limpinho!
- Foi, como se diz na gíria, e especialmente para ti e para o teu querido e amado treinador, “limpar o cu a meninos”! Ora, o único túnel pelo qual passaste, e que fez muito bem à tua saúde mental, foi o túnel da humilhação de teres saído da Luz pela porta pequena, vergado ao peso de uma derrota inapelável de 6-1, e em que, se tivesse havido justiça arbitral, teria sido de 9 ou 10 a zero.
Ruben Micael, no final, portou-se mal, mesmo muito mal!
Pelo que se saiba, ninguém o viu agarrado às partes baixas, portanto, é dedutível que ninguém lhe apertou os “tímbalos” ao intervalo. Ninguém o encostou à parede tentando empalá-lo, nem ninguém lhe meteu nenhum “batoque” no ânus.
Sinceramente, não sei se este “menino” que se fartou de provocar hoje dentro do campo e durante a semana, em entrevistas, já estará comprometido com a “società” de Palermo, mas lá que se portou vergonhosamente, lá isso portou.
O que ninguém lhe vai tirar da sua fraca cabecinha e que será uma lembrança do Benfica para toda a sua vida, é que penosamente, na Luz, teve de carregar com um fardo de uma goleada tipo “meia-dúzia” no dia em que o grandioso e querido estádio comemorava também meia dúzia de anos de vida.
Antes de tudo o mais, repito, levou uma grande lição e no final foi um dos bombos da festa. Nada mau para um pretensioso de meia-tigela.

- Ai Micael, Micael, rapazola de bons pés, mas tão toldado da cabecinha. Cresce e aparece, que o Benfica, na sua magnanimidade cá está e estará para te dar a educação e o desportivismo que o teu “mestre” da palavra rebuscada nunca te deu.

Pormenores mediáticos pós-jogo

A habitual bandalheira aos microfones da estação que transmitiu o jogo. Realmente aquela cambada não tem emenda, mas J.J. tratou-os como merecem – “abaixo de cão”. Exemplar para muitos Benfiquistas. E mais, os do microfone que não se esqueçam de que “atrás de tempos, tempos vêm”.
Outro que já anda a meter nojo e que não disfarça nada, é aquele lagartinóide do Paulo Garcia, agora como moderador do miserável Dia Seguinte, na Sic Notícias. Ontem, queria à fina força que o jogo da Luz estivesse repleto de “casos”. Polémica para distrair os incautos e alimentar as suas próprias tristezas e frustrações, bem como as do Dias Ferreira “Paliteiro” e as do Guilherme “Aguinchar”, cujas “trombas” e azedume iam de Lisboa a “Palermo” e tornavam a vir.
- Ó Garcia, deixa-te dessas merdas sonsas e pacóvias de viveres mediàticamente à custa do Glorioso!
- Mas que também estás na “lista negra”, ai disso não duvides!

Nas TV´s, a paspalhice costumeira das 2ªs feiras. Uma tristeza de rancorosos e ressabiados anti-Benfiquistas, começando nos três já mencionados e acabando nos arrotos azedos e golfadas espúrias do triste e intratável Barroso “Maus Fígados” e nas “senis trombadas” à moda de “Palermo” do Pôncio Jurássico. Só faltaram o “miúdo da brilhantina” com as suas estúpidas traquinices e queirozices e o “engenheiro-chefe” com os seus peidos vocais.
O Benfica, realmente, com estas exibições demolidoras rebenta com esta corja toda!
Ainda bem!
E mais, a estes, é e será sempre SEM PERDÃO!

GRÃO VASCO




P.S. – Jorge Coroado que se contenha na sua verborreia diarreica quando fala do Aimar.
Que autoridade moral tem este gajo, sempre dono de um apito de reles calibre, que carrega em Belém uma cruz penosa e que sempre na sua vida de árbitro não passou de uma mediocridade confrangedora, para se pôr agora a comentar jogadas e arbitragens, cagando lentilhas numa publicação que é o porta-voz do grémio condenado por corrupção?

Burro Fu Alves: He's Back

Novo Combo Kick do Burro Alves


segunda-feira, outubro 26

A Jornada em que a regra do fora-de-jogo mudou

A 8ª jornada fica marcada com a alteração da Lei do fora-de-jogo. Vejamos alguns exemplos da aplicação da nova regra:

http://i33.tinypic.com/1peczp.png


Segundo a nova regra, deve-se agora dar uma tolerância de metros para que em caso de dúvida se beneficie quem ataque.



http://i34.tinypic.com/5n2uw.png

... excepto se for um fora-de-jogo de centímetros e o atacante jogar de encarnado. Aqui o árbitro deve ser rigoroso e não deve aplicar a regra do benefício do atacante e deve assinalar o fora-de-jogo.

Mais exemplos



http://i38.tinypic.com/wi7nm8.png

Se a equipa de encarnado cair em fora-de-jogo num lance anterior, a penalização por esse acto, é o limite do fora-de-jogo ser puxado para o antepenúltimo jogador e assim sucessivamente, daí que neste lance se deva marcar fora-de-jogo.




Por fim, um último exemplo da 1ª regra (tolerância de metros) mas sem a linha mágica da sporcotv que estava avariada, vai-se lá saber porquê

http://i38.tinypic.com/v6njnp.png

Muito bem o árbitro assistente em deixar seguir.



Quanto a outras incidências do jogo Benfica x nacional, penalti do Aimar não existe de facto mas as duas expulsões são justíssimas, sendo que uma delas dá o 2º penalti, que é incontestável.

Sim, não tenho problema em admitir que o penalti do Aimar não existe, ao contrário de muito prostituto intelectual que ainda hoje insiste que em Leiria não era penalti, mesmo perante todas as evidências. Mas esse penalti compensa, quanto muito, o erro que foi cometido com o golo irregular do nacional. Digo quanto muito porque o golo irregular do nacional aconteceu antes e que influenciou todo o jogo a partir desse momento. E mais, o fora-de-jogo do nacional é bem mais evidente para o árbitro do que o penalti do Aimar.

Por isso: que la chupen y la sigan chupando!

Conversão ao Islão!

Quando JESUS mente assim... só posso "ir pregar para outra freguesia"!

Toma lá, VASQUINHO!!!! Foram 6, deviam ter sido 8...

A DESONESTIDADE DO "24 HORAS"


Caros Companheiros,

Quando hoje, pela manhã, no escaparate das publicações diárias do quiosque do meu bairro, dei uma rápida mirada pelas capas dos jornais, deparei-me com um título na capa do 24 horas que captou a minha atenção.
Na foto, emoldurei esse título com um rectângulo azulado para melhor identificação.
Solicitei um exemplar e procurei a notícia.
Encontrei-a, subscrita por um “jornalista” – Valdemar Pinheiro - que simultâneamente assina e coloca o respectivo endereço de email –
valdemar.pinheiro@24horas.com.pt .
Para minha admiração, o título da notícia, no interior era e é diferente do da capa.
Assim, o seu teor no interior refere “ex-director do futsal do Benfica sob suspeita”.
A notícia salienta, logo no início que o visado foi director do Benfica em 2007.

Então mas em que é que ficamos?
É director ou ex-director?

Pelos vistos, na notícia, no seu interior, é ex-director, para na capa ser director!
No mínimo, a desonestidade do 24 horas e de quem construiu a capa é bem patente na forma tendenciosa e rasteira como quer dar a informação.

Já sabemos que há uma corja, ordinária, que desonesta e subterrâneamente quer acusar, julgar e condenar o Benfica como sendo uma associação de malfeitores. Tudo por onde possa pegar, mesmo mentiras e ordinarices de toda a espécie, levantando a suspeição e truncando informação, tudo vale para denegrir o Benfica.
É a bandalheira do jornalismo sectário e bastardo que temos.
Lamentàvelmente o País e todos Nós estamos a saque. Estamos à mercê de uma escumalha que mais tarde ou mais cedo será “levantada pelos colarinhos” e de imediato, jogada para a sarjeta dos piores abortos jornalísticos.

Mas qual não é o meu espanto, quando já pela tarde do dia de hoje o SL Benfica emite um comunicado dizendo peremptòriamente que o visado da notícia nunca foi director do Benfica, desmentido o 24 Horas de uma forma absolutamente categórica.
Fiquei revoltado e indignado.

http://desporto.sapo.pt/futebol/primeira_liga/artigo/2009/10/26/benfica_insurge_se_contra_24_hor.html

Como é possível o “24 Horas” continuar a emporcalhar o jornalismo e a CS?

E agora?
A ERC vai zelosamente tratar do assunto como tratou há bem pouco tempo o Nosso Clube?

Isto só lá vai com o “pau de marmeleiro”, um tratamento eficaz e radical.
Nós Benfiquistas não podemos tolerar mais esta guerrilha porca e indecente que faz de um significativo número dos “media” em Portugal uma fonte de descrédito e de falta de profissionalimo totais visando sistematicamente denegrir o Benfica e as suas Gentes.


GRÃO VASCO

PS – Como já tinha elaborado o post até à leitura do comunicado do Benfica, completei-o com esse link ao site do nosso Clube que aqui apresento.

http://www.slbenfica.pt/Clube/Noticias/noticiasclube_clubecomunicadofutsal_261009_52600.asp

Esquecimentos oportunos!

Ora lá está... mais uma jornada e mais um caso a beneficiar a agremião corrupta!

Ontem no Estádio do(s) draGAY(s), aos 81 minutos, Fárias parte em nítida posição de fora-de-jogo para fazer o 3-1. O fiscal-de-linha (que deve ter tido uma palestra com o REI DO PEIDO, nos dias anteriores) decidiu deixar a bandeira em baixo.

Mas essa não é a pior parte. O que mais enoja, é o facto de quem dirige a equipa que faz a transmissão do jogo, não ter colocado no ar as imagens da câmara que é usada para esclarecer se é fora-de-jogo ou não.

Assim, ficou no ar que seria uma jogada dúvidosa, colocando-se só à disposição dos espectadores, imagens obliquas que dificultam a análise.

Mas mesmo essas, provam que Fárias está claramente em fora-de-jogo.



Observem onde estão as linhas do relvado (que separam a parte mais escura das mais claras) e verão que Farias está mesmo em fora-de-jogo. A utilização das imagens da câmara que detecta o fora-de-jogo (e que foi utilizada em todos os outros lances de golo) iria demonstrar isso claramente. Mas o esquecimento do responsável, transformou um lance de claro benefício num lance "Du Bidoso". E todos sabemos que o BIDOSO é, há anos, o melhor marcador da agremiação corrupta!

sábado, outubro 24

O fim de uma tradição

Há cerca de 1 mês atrás, Sérgio Pereira Cardozo do Correio da Manhã escreveu uma peça interessante sobre as assistências no estádio do Dragay (e no seu antecessor, o estádio das Antas).

É uma peça que demonstra claramente que há falsificação do número de espectadores nos jogos em casa dos corruptos. Ou isso, ou há uma "grande coincidência", daquelas que só acontecem por alí.

Nesse artigo, Sérgio escreve o seguinte:

"A terminação do número de espectadores no Estádio do Dragão parece tudo menos inocente. Em todas as partidas que o FC Porto consegue marcar um golo nos primeiros 45 minutos, o autor desse tento inaugural merece uma homenagem, com o seu número da camisola a constar nos últimos dígitos da assistência oficial. Um mistério que ultrapassa a simples coincidência."

Se olharmos para os números das 2 últimas épocas (2007/2008 e 2008/2009), constatamos que dos 30 jogos realizados em casa, 18 tiveram golos na primeira parte. Fizemos uma pequena análise desses jogos (com o marcador do primeiro golo, com o seu número da camisola entre parêntesis, e o número ofícial de espectadores para cada um desses 18 jogos) para que possam analizar por vocês próprios:



Vejamos... nas 2 épocas o Porto teve 18 jogos em que marcou na primeira parte. Em 17 deles, a terminação do número de espectadores é igual ao número da camisola do jogador. Só no Porto-Académica da época passada, esta "coincidência" não aconteceu. Quaresma (7) marcou e apareceu o número do Lisandro... o responsável pela numeração devia estar a tratar da hemorróida no momento do golo.

E pelo que Sérgio conta, estás "coincidências" já acontecem há muito.

"Ora, não se trata isto de um registo único, nem sequer recente. Basta saltar até ao tempo do Estádio das Antas. Num dos últimos encontros no antigo recinto, a 30 de Novembro de 2003, o FC Porto recebeu e bateu (4-1) o Gil Vicente. Maniche, com o 18 nas costas, fez o primeiro tento. Espectadores: 16 018. Em Abril de 2005, Hélder Postiga abriu as contas na recepção ao V. Setúbal (2-1), num jogo com 26 541 pessoas a assistir. Número de Postiga? 41."

E esta época? Pois... esta época para não variar no primeiro jogo em que marcaram na primeira parte em casa (o jogo da 4ª jornada), a terminação do número de espectadores era 17 (38117) que, coincidência das coincidências, é o número da camisola de Varela, o marcador do primeiro golo.

Mas como logo a seguir a isso, Sérgio Pereira Cardozo escreveu este artigo, no jogo seguinte contra o Sporting a "coincidência" não aconteceu. Falcão (9) marcou mas o número de adeptos terminava em 11 (46511). Será que tiveram medo? Será que alguém na liga teve a coragem de os ir investigar?

Por estas e por outras (e por muitos zunzun's que ouço), que dúvido que eles tenham uma média de assistência ao nível do que eles publicam. Mas já sabemos que eles podem dizer, escrever e fazer o que quiserem sem que ninguém os puna.

Bom fim de semana,

V.

O peidoso destrambelhado


Não, não.
O termo "destrambelhado" não é da minha autoria.
Foi a ex-primeira-dama do fóculporko que o disse em pleno tribunal.
Procurei algo mais que pudesse justificar uma originalidade dessas, e num outro pasquim encontrei isto sobre a mesma noticia:
"Vinha tão disparado que até tropeçou"
Dá para imaginar?
Um incontinente das bufas com dificuldades em coordenar os próprios movimentos??
HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA!!!!!
É apenas mais um episódio que provavelmente enche de orgulho os tansos dos adeptos azuis e broncos.
Estou mesmo a imaginar a reacção da porkalhada a esta noticia:
- "é assim mesmo, carago"
- "com o pintinho ninguém se mete, ó o carago"
- "lebou dois capangas para bater na mulher. É bem feito, carago."
Claro está que como peidolas rima com cobardolas, o dirigente ché-ché tinha que levar um segurança e um motorista (ou faz-tudo) para o ajudar a lídar com uma mulher.
É à (fc)porto.
ps.- segundo o antepenúltimo parágrafo desta noticia sobre o ENORME, "O treino de ontem foi aberto ao público mas barrado à Comunicação Social".
Lindo.
E o sonho é isso acontecer em dia de jogo.

sexta-feira, outubro 23

UMA GRANDE NOITE EUROPEIA e a reles "comédia" da SIC

Longe vão os tempos em que a minha disponibilidade permitia deslocar-me a meio da semana a Lisboa para ver os jogos europeus do Benfica. Alheio às intempéries, ao rigor do frio de precoces e longos invernos e aos perigos de incríveis e degradadas estradas, esses dias eram quartas-feiras extraordinárias de seiscentos quilómetros de imprevisíveis viagens intercalados por duas horas de grandes emoções e com uma escapadinha final às “boîtes” da capital, com saborosa ementa “à la carte”, onde jovens e belas mulheres dançando e cantando, desfraldavam e erguiam a bandeira do Glorioso, coroando assim num louco final de noite, as nossas comemorações vitoriosas de um Benfica Europeu elevado à máxima potência. Foram grandes noites gloriosas de retumbantes vitórias que principiaram nos anos 60 e se prolongaram pelo tempo fora. Aventuras fantásticas de antanho que perdurarão para sempre na minha memória. Autênticas loucuras que só acabavam no local de regresso, já com o sol raiando no horizonte.
Após um interregno preocupante, em que a irresponsabilidade de alguns consulados somados a mais alguns factores exógenos, foram completamente aproveitados pelo sistema corrupto e mafioso andrade, que miseràvelmente e com a complacência de alguns, começou a medrar assustadoramente, deturpando realidades e truncando resultados, obrigando-nos a uma amarga travessia do deserto, eis que ressurge temìvelmente o Colosso Europeu de 60 – orgulhosamente a minha Geração – fruto de uma vontade férrea, determinada e ambiciosa.
Vislumbro novamente um Presidente “leader” e visionário. E vejo, acima de tudo um Povo, um Povo orgulhoso e crente, como uma mole imensa, cheio de vontade, entusiasmo e esperança, “puxando” extraordinariamente pelo seu Glorioso, pelo seu Benfica, pelo Nosso Benfica!
Esta é a força do Benfica, uma força imparável, invisível e gigantesca, uma força mítica envolta num misticismo ininteligível, só sentida por Nós, os eleitos. Por todos os bem-aventurados a quem o destino ditou, dita e ditará o privilégio e a honra máxima de envergar o seu Manto Sagrado, de gritar o seu Lema, de entoar o seu Hino, de levantar a sua bela Bandeira e o seu Símbolo, tão alto, tão alto, quase tocando as asas da sua imponente Águia Vitoriosa voando e planando eternamente por todo o Universo!
Tenho sentido humildade e ambição nos jogadores, na equipa técnica, nos dirigentes. Em cada Benfiquista desperta cada vez com mais intensidade um sentimento de apoio incondicional e constante.
Em qualquer lugar do mundo e a todo o momento, desde uma recôndita aldeia do nosso Portugal profundo até ao mais longínquo representante da nossa Diáspora, sente-se cada vez mais o pulsar, o palpitar de mais e mais importantes vitórias.
Respira-se, sente-se Benfica!

Vem isto a propósito da pantalha televisiva ser, actualmente, o meu recurso prioritário para ver jogar o Nosso Benfica.
E sendo assim, sintonizei a SIC para poder assistir ao jogo Benfica-Everton.
Dir-Vos-ei, Caros Companheiros, que a Equipa tem sabido recorrer à inteligência moldada por uma importante maturidade já patenteada por alguns dos seus jogadores, nomeadamente por Luisão. Daí, a deslumbrante exibição na segunda parte do jogo.
Após uma primeira parte cautelosa, mas nunca deixando de ser agressivo e acutilante, vi um Benfica no período complementar, verdadeiramente avassalador.
Exultei, gritei como há muito não gritava. Vibrei com aqueles golos como se estivesse no meu querido e novo Estádio da Luz, naquela Catedral maravilhosa, digna herdeira do outro saudoso e antigo Templo Mítico da Luz, onde vivi momentos extraordinários de glória suprema!
O Benfica, ontem, fez-me novamente sonhar!

Mas, como tem acontecido de há um bom par de anos a esta parte, nestes momentos em que se revela um Benfica poderoso, aparece sempre um grupelho de atrasados mentais dispostos a estragar a nossa festa e a desvalorizar o que o Clube e a equipa de futebol fazem de bem feito. Lamentàvelmente não pertencem, aparentemente, a nenhum clube adversário. São “profissionais” da comunicação social, das rádios, dos jornais e das televisões que jogam sempre equipados com a camisola do anti-Benfica.
Num jogo ganho categòricamente pelo Benfica, em que o Everton foi um digno vencido e em que a arbitragem se comportou equilibradamente, teriam de entrar em cena os derrotados sem honra nem elevação - os Incorrigíveis Parodiantes da SIC – José Augusto Marques, Rui Santos, Nuno Almeida e um outro imberbe de que nem me lembro do nome.
Ora bem, esta rapaziada incompetente, sectária, roçando os limites da imbecilidade, não conseguiu, mais uma vez, conter a sua parcialidade e inveja anti-Benfiquista perante as evidências que presenciavam.
Desde o Nuno Almeida apelidar o nosso jogador Cardozo de “calmeirão”, dito num tom absolutamente descabelado e pejorativo, passando pelas mesquinhas, estúpidas e vesgas declarações de Rui Santos, um pateta que se julga dez réis de gente, até à abantesma mental do desbocado e desavergonhado José Augusto Marques que se tivessem uma ponta de decoro não poriam mais as solas na Catedral, foi um desconchavo total.
Como exemplo, o Marques, aquando do primeiro golo de Saviola, mais parecendo uma alimária acossada, saiu-se com esta:
-“Bem…, não era aquilo que o Saviola queria fazer…”
Uma outra, foi que “o jogo está resolvido, só se houvesse algo nunca visto…”
Já é a segunda ou terceira vez na Luz, que quando o Benfica está a golear, este “gajo” se sai com esta bacorada. Se calhar, para ele seria uma coisa nunca vista que gostaria de ver.
Para completar este ramalhete bichoso, cheio de artimanhas parolas e pouco profissionais, ainda faltaram para ajudar à festa o bebé chorão do Luís Marçal e os trastes do Nuno Luz e do Sousa Martins. Tudo gente do mais baixo e reles jaez anti-Benfiquista.

Mas que bandalheira é esta?
Como é possível o Benfica estar a ser achincalhado e minorado por esta cambada de incompetentes, anti-Benfiquistas inqualificáveis que com constantes provocações do género que referi, incomodam e indignam milhões de adeptos do Glorioso que assistem ao jogo pela TV?
Poderia o Benfica fazer a melhor exibição e o maior resultado de sempre que estas bestas teriam sempre debaixo da sua língua porca e venenosa algo para desvalorizar e tirar mérito ao Benfica.

Quando é que a SIC resolve ser séria para o Benfica e para os Benfiquistas, tendo respeito por quem lhe garante audiências ímpares?
E quando é que o Benfica põe fim a esta gajada que não se enxerga?
Já é tempo, dos Benfiquistas dizerem basta!

GRÃO VASCO


PS – É só vermos as diferenças e semelhanças entre estes parodiantes incorrigíveis da SIC e três dos seus colegas chicos-espertos de Palermo, da outra TV, anteontem, no supermercado da fruta e dos envelopes. Só faltou cantarem o hino do grémio da Fruta Corrupção & Putêdo, como um tal de Pateiro fez no ano passado aos microfones de uma emissora radiofónica – “porco, porco, porco, és a nossa glória, etc., etc., etc.”.
VERGONHOSO!

quinta-feira, outubro 22

Rescaldo europeu.

Meus caros,

mais uma jornada europeia e com alguns dados curiosos prestados pelas equipas lusas a retirar.

Ontem, 4ª feira realizou-se no anexo sanitário da VCI mais um encontro da Champignons onde se encontraram duas equipas portuguesas: o Futebol Corrupção e Putedo e o Apoelios Nicosticos, dum lado jogaram três portugueses e do outro dois (o paulo jorge estava lesionado), embora o jogo tivesse acabado com o mesmo número de portugueses dum lado e do outro. Como em jogos deste género, ninguém quer calcar compatriotas, valeram os brindes dum lado e do outro para culmatar a falta de galhardetes.

O Incrivel. Dizem que é incrivel, por acaso também o acho. Falta é escrever o resto. Incrivel é mesmo a forma como o excesso de peso o faz cair sempre que recebe a bola.....Incrivel mesmo e chora como se tivesse sofrido falta....puto bom actor.

Já hoje, o Nacional parece que fez um bom jogo mas a sina do Machado é morrer na praia, por isso reafirmo que é o treinador certo para o zboerding.

Na Luz, tudo normal. 5-0, continuamos a falhar muitos golos. Imperdoável. Quem ouviu os comentários ao jogo não deixou de notar que aquele comentadeiro dos óculos musguentos frisou aos 4-0 que "este" Everton tem muitas baixas no plantel e jogou com muitos jogadores novos........o que até podem comprovar (que o boneco é um ignorante futebolístico) se forem ver os sites da Premier League relativo aos jogos do Everton, tal como referir por inúmeras ocasiões um tal de "Faliani" - FellIANI -.......quando qualquer distraído da bola reconhece apenas é o Internacional Belga de ascendência Marroquina, Fellaini, repito, FellaINI. Capisci ó lunettes expert? Já agora, o que é um "RESSET táctico"? .........Tou a ver.....a malta tem uns conflitos no PC e fazendo um "RESSET" fica tudo "reSSolvido".....

Na Letónia, o Ventspils (marca que nunca fumei) resolveu entrar no movimento "Bento Forever". É de louvar a preocupação que os letões tiveram em fazer com que o zboerding se sentisse em casa, encontraram até uma relva parecida com a de baldaláxia, embora muito mais bem tratada, e ainda meteram no estádio mais ou menos o mesmo número de adeptos que costumam estar lá, na baldaláxia. O resultado foi também o habitual, fraquinho, paridinho e a vaca a decidir. Muuito bom. Gosto destes povos solidários.

Na próxima 2ª feira, na Luz


Nome Completo: Vasco António Moreira Santos

Data de Nascimento: 31/08/1976 (33 anos)

Associação: A F Porto


Aí está um dos bonecos mais influentes da treta do tetra dos corruptos assumidos.

Se recuarem até ao dia 1 de Dezembro de 2008, certamente se lembrarão de um dos vários jogos em que o Benfica podia embalar e cavar distâncias na Liga da época passada e alguém não deixava. Era a 10ª jornada, contra os chocos de setúbal, o Benfica já vencia por 2-1, faltavam 10 minutos para o fim do jogo e aconteceu isto.

Recordo que na altura, o boneco deu a "lei da vantagem", isto é, não assinalou a sarrafada sobre o Reyes. Depois, uma vez que o centro do Jorge Ribeiro resultou em golo do Suazo, mudou de ideias e decidiu assinalar a tal falta sobre o Reyes. Já isto, por si só, foi escandaloso e podíamos ficar por aqui. Acontece é que o caceteiro do Sandro, dos chocos, já tinha cartão amarelo e com aquele lance tinha (e deveria, independentemente do golo ou não) de ser expulso. E não foi. E os chocos nunca teriam chegado ao empate, nos descontos, como acabaram por chegar. Com a ajuda do Quim, do Sandro que marcou o canto e do Vasco Santos que marcou o golo.

2ª feira, no Estádio da Luz, o monte de merda vai lá estar de novo. Espero que todos se lembrem disto e lhe seja criado o ambiente que merece. Já estou farto de gozos e roubos na própria casa.

Saudações, sempre atentas, da Portela.

P.S.: na corruptolândia, vai estar o artista e artífice da nossa única derrota na pré-época. Se bem se recordam, contra o Atlético de Madrid...

quarta-feira, outubro 21

Parabéns, CÉSAR BRITO!

César Gonçalves de Brito Duarte (21.10.1964)

ORGULHO BENFIQUISTA!!


A foto reporta-se à tarde de 28 Abril de 1991, em pleno cemitério azul, e o Enorme César Brito arrumou com as antas corruptas. Cliquem no título e comprovem a classe Vermelha, assim como os comentários facciosos dum andradehabituée nestas "andanças", e nas mais diversas modalidades. Estive presente e é inesquecível...não é assim, BOIS?
"Campeõõões...Campeõõões..." -uma autêntica Maré Vermelha, em Palermo eles seguiram chupando...

Saudações César, Benfiquista de coração, esta é a minha Homenagem que tanto mereces!!

E PLURIBUS UNUM

segunda-feira, outubro 19

SOLIDARIEDADE

Tive um fim-de-semana de maravilha, um fim de semana de cin, como dizem os espanhóis.
De entre as muitas modalidades que os diversos escaloes do BENFICA disputaram, apenas houve um empate em futsal com os pastéis.
O resto foram vitórias, muitas delas simplesmente esmagadoras.
Qual rôlo compressor o BENFICA comprime e esmaga os seus oponentes.
Por outro lado, uma a uma, as jóias da coroa da Águia, vao alargando o vínculo ao Clube, e todos afirmam é o Clube dos seus coraçoes.
E pasme-se, até os mais promissores júniores estao a ser devidamente acautelados.
Nada está a ser "deixado para trás", nada está a ser feito ao acaso.
Isto é prova provadíssima que o BENFICA necessita urgentemente de bruno carvalho a presidente, acolitado pelo seu amigo antónio de souza-cardozo.
Só estes dois tristes, poderao injectar no BENFICA a mentalidade ganhadora, começando por substituir Jorge Jesus pelo fabuloso Carlos Azenha.
E depois como democráticos que sao, promover novas eleiçoes daqui a seis meses.
Para quê?
Em Torres Novas nao aconteceu Taça, mas aconteceu Futebol.
A Festa foi bonita, as simpáticas gentes da pequena MONSANTO, mostraram como sao grandes a receber.
O seus coraçoes palpitaram e vibraram uns pelo seu MONSANTO e outros pelo seu BENFICA
e é garantido que muitos pelos dois.
E o BENFICA, Clube fidalgo, prescindiu da receita a que tinha direito.
Nao foi uma esmola, longe disso, foi um acto de solidariedade do Colosso BENFICA a um Emblema mais pequeno, de menores posses, mas igual em dignidade e galhardia.
(há quem diga aliás, que os cepórtens, foram a correr fazer preces à capela de Nª Srª das Necessidades).
Em Torres Novas, nao houve áreas de serviço assaltadas, cafés vandalizados, mulheres incomodadas, agressoes baratas, cânticos soezes, e retiradas em perfeita impunidade.
Em Torres Novas houve uma luta desigual é certo, mas ninguëm ofendeu ninguém, toda gente respeitou o velho ditado: " glória aos vencedores, honra aos vencidos".
E foi gratificante vêr crianças e senhoras encantadas com a festa.
E foi gratificante vêr Adeptos de ambos os Clubes misturados, vitoriando as suas côres sem atropêlos e atitudes menos próprias.
Connosco, há sempre um "estender de maos" um abraço de Companheirismo.
Cânticos? Sim. Mas só cânticos de glorificaçao.
Ao invés e mais a norte, a antítese do que se passou em Torres Novas.
Foi o clube da simpática vila da Sertan(nao tenh til), onde tive o previlégio de leccionar, jogar contra o clube dos envelopes.
E para seu espanto ouviram o célebre SLB...SLB.SLB...fdp..SLB.
Consta-se que os sertanenses, foram a correr à NªSrª dos Aflitos queixarem-se que jogar três vezes seguidas com o clube batoteiro, mesmo que seja desígnio de Deus é demais.
Aqui está a diferença.
Para os Adeptos que advogam que deveremos fazer o mesmo eu digo um rotundo NAO.
Nós somos o BENFICA, nós somos os guardiaes do Tesouto que Cosme Damiao criou, há mais de Cem Anos.
Nós somos Povo, e o Povo vibra mas nao insulta, sofre mas nao agride, exulta com o seu Clube mas respeita os Clubes adversários.
O BENFICA respeita todos os Clubes, na certeza que esses Clubes sao adversários de contenda, nao inimigos, e assim sendo acontece a Solidariedae como aconteceu com o simpático Odivelas.
Desculpem, nao admito o meu BENFICA doutra maneira.

sábado, outubro 17

Em dia de aniversário também aprendemos...

Meus caros,

agora que podemos escrever de mão cheia, tomo de assalto o blogue para ser o primeiro a escrever com os dedos todos de uma das mãos, para deixar para memória futura as aprendizagens que retemos hoje em jornada de taça. A saber:

- Pedi 5-0 mas os jogadores cobraram-me o I.V.A. como refere o grande Viriato. Também não disse que era sem factura....

- Ficamos a saber que um estádio pintado de vermelho com uma pequena clareira é um estádio "quase cheio" ao passo que um estádio repleto de cadeiras azuis com algumas manchas de merda nas bancadas é um estádio "atendendo ao jogo, practicamente cheio".

- Vimos que a vontade de entrar para um campo com a camisola do Benfica vestida leva a pegar em camisolas alheias com o pensamento claro de que "É do Benfica? É só o que interessa!"

- Ficamos com a certeza que a imprensa gostava mesmo era de mandar no futebol e vai daí que hoje tiveram um alargamento de rédea e lá se engalanaram para sacar um amarelo a um jogador do BENFICA. Bem mostrado.

- Na sequência disto, confirmamos que a arbitragem portuguesa, portuense é mesmo uma nódoa, pois não estão sequer por dentro dos seus deveres e funções, que é "verificar a correcção nos equipamentos dos jogadores". Paulo bosta é LIXO mesmo, não sei se repararam, mas enquanto a moçoila ía a correr fazer queixinha ao 4º árbitro e os comentadeiros opinavam num tal de "erro técnico", o próprio Filipe Meneses foi-se cagar 2 vezes mesmo à frente das trombas do apitadeiro....que não reparou sequer que o "David Luiz 23" tinha cortado o cabelo no intervalo.......

- No outro jogo, vimos dentro de uma "trilogia" de 4-0, pelo 3º ano mais um, no que é uma tetralogia de penalties claríssimos perdoados aos do costume.

- Concretizamos a ideia de que para marcar mais de 2 golos têm de jogar em superioridade numérica.

- Ficamos a saber que provavelmente os porcos não investem no futsal porque não é possivel a equipa adversária jogar mais de 2 minutos com menos 2 jogadores.

- Percebemos que o cebola terá "se é que disse aquilo que foi veículado na imprensa, porque de certeza estava com a cabeça quente após uma expulsão num jogo muito quente".....numa demonstração de quão ridiculos são estes montes de merda que têm um microfone aberto, quase tão aberto como os seus próprios olhos do cú pela forma como se baixam à vassalagem aos corruptos.

É só ensinamentos....

Companheiros, e a forma continua como continuamos a ecoar naqueles anexos de contumil? Ouviram? Minuto 68: "SLB.....SLB...SLB, SLB, SLB......- depois identificam-se, para sabermos que são eles: - Filhos da PUTA!...- e voltam a loar: - SLB! - sublinhando logo a seguir quem são:- Filhos da PUTA! - e terminam ecoando aquilo que todos sabemos amar:- SLB!!!"

P.S.- Já enviei mail ao Benfica a lembrar que há um capitulozinho no regulamento disciplinar que fala nisto.......Façam voces também a vossa parte e contribuam para que daquelas bocas imundas, plena de clareiras dentárias, entre cáries encapotadas por pentilheiras bigodais, sempre que através da música confessem quem são e em quem pensam constantemente, levem talhada.

A todos eles: Que sigan mamando!Já que "lloran"... hay que mamar!

Já está! É de mão cheia.



Há 5 anos atrás, depois de um dos mais emblemáticos retratos da submissão dos árbitros portugueses - a defesa de um golo bem real (como se fosse possivel), nascia um blogue que hoje só é o 5º mais lido em toda esta nação blogosférica à beira mar plantada.

Hoje, 2302 posts, 1.170.000 entradas (com atraso de aplicação do contador de 2 anos, o que pelas minhas contas fará os 1.700.000 de visitantes), aproximadamente 500.000 comentários, 1 título de Campeão Nacional de Blogues numa prova fomentada no BnRB e que tem cada vez mais prestigio e adeptos, 2 menções honrosas em 2 revistas de grande tiragem nacional e de renome, depois desse dia 17 de Outubro de 2004, é com imenso orgulho e gratidão que vimos prestar os nossos agradecimentos a todos os que entram neste nosso cantinho, seja para comentar, seja para ler, seja para espiolhar. Sim, porque os voyeurs azulados e suas osgas amestradas são parte importante do nosso sucesso pelas entradas com que nos brindam, servindo assim para alicerçar a nossa posição a nível nacional. A vossa preferência é a nossa marca.

A Horda agradece.

P.S.- Como não há bolo, estamos a ver se há por aí uma ou outra surpresa.....Pode ser.....Pode ser....

P.S.2- Aos Jogadores: Malta, hoje fazemos anos, portanto já sabem. Toca a presentear-nos. Não esquecer: O 5º Maior Blogue Futebolístico do País faz 5 anitos....Obrigado rapazes....

sexta-feira, outubro 16

“Hara-kiri” de “Cebollada”

…"en estos últimos 15 días viví momentos muy complicados" porque "no querían dejarme viajar a defender a la selección y tuve que pelear mucho allá en Portugal para venir.”…


“Cebolla” descuidou-se.
Um atrevimento que irá custar-lhe caro. Muito caro.
Uma escorregadela que “Palermo” não lhe perdoará.
Reacção que não é mais nem menos do que uma consequência lógica da sua vivência profissional actual.
É também uma denúncia e um desabafo que confirma mais uma vez que “Palermo” não consegue controlar e calar tudo.
Mas “Palermo” actua e actuará sempre assim.
Só que desta vez, tudo saiu ao contrário.
Arrependido pela opção que fez e que o destino lhe reservou?
Talvez. Mas “Cebolla”, inconscientemente, na sua avidez mórbida, na sua ambição desmedida enveredou por um caminho perigoso e irreversível – o trilho armadilhado de “Palermo”.
Haverá companhias em Montevideo que lhe garantam um seguro aos seus joelhos?
Fará ele um voto de abstinência às discotecas periféricas de “Palermo”?
Estará ele preparado para viver dias e dias de infâmia, iguais àquele que viveu dentro do seu automóvel, com a sua filha?
Terá ele coragem para enfrentar no “Supermercado da Fruta” o “Conselho de Virtudes e Bons Costumes” dos prosélitos de “Palermo”?
Porá ele a corda à volta do seu pescoço, como fez Egas Moniz perante seu amo, senhor e rei?
Certo, certo, é que “Palermo” espera-o para lhe pedir contas, ávido para lhe endereçar “o beijo da morte”, tal qual uma “famiglia” faz àquele que desonra o seu código de silêncio – a “omertà”.
“Palermo” jamais esquecerá tamanha afronta.
É certo também, que algo vai “mal” naquele reino de Fruta Corrupção & Putêdo, onde a lei da rolha, já quebrada por muitos, vai perdendo eficácia.
Antes, já “Cebolla”, a troco de duvidosos cobres tinha traído quem lhe estendeu a mão, quem o recolocou no topo, quem lhe deu novo alento e nova alma. Mordeu essa mão Gloriosa, cuspiu nesse prato limpo onde lhe foi dado o pão que o renovou, o tónico que o reabilitou.
Agora, num mundo diferente, num autêntico submundo, traiu o voto do silêncio. Mexeu em porcaria que fede que tresanda.
O empregado para todo o serviço do grémio condenado por corrupção tentada, - um autêntico moço de recados - que agora, subservientemente, acumula a função de porta-voz desse grémio para a comunicação social, e que por conveniência do engenheiro-chefe ainda faz uns manguitos, transformados em sinalética pessoal em jogos internacionais, já apelidou indirectamente o choroso “Cebolla” de mentiroso.
Mas atenção, nenhum deles pelos seus passados recentes e pelos seus percursos chicaneiros, merece confiança alguma.
“Cebolla” assinou a sua sentença.
Não sinto compaixão alguma.
Irá pagar por isso mais tarde ou mais cedo.
Tem aquilo que merece!
Em relação ao outro, o sujeito do célebre e ridículo “escovar de dentes”, agora promovido a triste socorrista e bombeiro do tal grémio, a sua hora também chegará. Com as suas declarações sobre este episódio “cebolleiro”, este fulaninho, um zeloso pau-mandado, fez-me recordar o cómico ministro de informação do Iraque Mohammad Said al-Sahaf do regime de Saddam Hussein, que, com as estruturas pôdres e a desmoronarem-se como um castelo de cartas, desmentia tudo e todos, arengando patacoadas e cantando vitória.
No entanto, aqui é diferente. Os vendidos e submissos escrevinhadores, nos jornais e outros órgãos de informação coniventes, a soldo de “Palermo”, encarregar-se-ão de branquear mais esta escandalosa denúncia vinda directamente do Uruguay e a “organização” recomendará o respectivo “tratamento” a quem pressupostamente transgrediu.
Mas “atrás de tempos, tempos vêm”.
Aguardemos…

GRÃO VASCO

Era uma vez uma cebola podre


Pobre cebola podre...
Já não bastava ter saido do ENORME para ir jogar para um clubeco regional de andrades assumidamente corruptos...
Os castigos sucedem-se!
"Vivi momentos muito complicados nos últimos 15 dias" - Cristian Rodriguez
A noticia pode ser lida aqui, e aproveitem, pois como era mais do que esperado nenhum pasquim faz a "chamada" deste assunto na capa.
Agora o que se espera é que o pobre cebola podre mude de discurso assim que aterrar no nosso país.
Até porque ele ainda não se deve ter esquecido que já lhe apedrejaram o carro, e com a filha lá dentro (nós não esquecemos).
Ele já sabe que tem que dizer que não foi bem aquilo que ele disse, que foi mal interpretado, que está muito feliz no fóculporko, etc...
A menos que queira um tratamento "à bexiga", ou um tratamento "à adriano", ou talvez um tratamento "à paulo assunção", só com ameaças de tiros, ou ainda um tratamento "à co adriaanse", que mete very lights...
O que ele precisa é de evitar um tratamento "à fcporto", pois como todos sabem aquilo não passa de uma saloiada armada em gangster.
ps1.- a porkalhada padece mesmo duma doença qualquer... mais um que é de lá a fazer merda
ps2.- parece que o proença pensava que estava a apitar o fóculporko em pleno estádio do dragay e a analisar um lance dentro da àrea do BENFICA.

quinta-feira, outubro 15

O MONSTRO ACORDOU

Isto parece uma redundância mas nao é.
A realidade do nosso BENFICA até assusta.
Mas é que assusta mesmo.
Penso que nem todos os Benfiquistas se dao conta desta tremenda realidade que é o BENFICA de hoje.
Incontornável falar da Equipa Sénior de futebol, que pratica um futebol à BENFICA, de suar as camisolas, de luta constante, de futebol de eleiçao, servid por praticantes da mais pura água.
O futebol do BENFICA aproxima-se a passos largos do futebol da Selecçao Espanhola e do do Barcelona.
Prático, agressivo(recupera-se a bola na intermediária do adversário), e um regalo para os olhos.
Agressivo nao quer dizer violento como o do clube dos envelopes e seus gladiadores, devidamente protegidos pelos corruptos árbitros em Portugal.
Mas se repararmos bem, as outras categorias esmagam quem tem a infeliz ideia de se atravessar no seu caminho: Júniores, Juvenis, Iniciados Escolas, constituem hoje em dia um pesadelo de Vermelho vestido.
Mas e as outras Modalidades?
Com espisódicas derrotas à mistura, a regra é a mesma: vencer, vencer e vencer.
O salto quantitativo nas Modalidades faz-nos envaidecer pois estamos a cumprir o destino que nos fadou para sermos o mais eclético Clube no Mundo.
O salto qualitativo enche-nos de Orgulho Imenso, pois voltámos ao estado de graça de sermos temidos em campos, pavilhoes, pistas, piscinas ginásios.
Onde vamos é para competir, e ganhar.
Acabou-se o passear das Gloriosas Camisolas.
Mas o BENFICA nao é só isto mas também.
O BENFICA é o aparecer de Casas do Benfica, por esse Portugal fora como cogumelos no Outono.
O BENFICA é o fervilhar de actividades mil, qual superlotado formigueiro - Orfeon, Ginásticas, Lutas, tanta tanta coisa que até mete medo.
Desde actividades desportivas às actividades lúdicas, o Monstro acordou, e isso aterroriza muita gente.
O BENFICA, "dá-se ao luxo" de construir um complexo desportivo para o Rugby.
O BENFICA dá-se ao luxo de ter já o Canal com mais qualidade no espaço televisivo português, a magnífica BENFICA TV.
E isto num Clube que estava à beira do colapso, preparado e executado, por uma conspiraçao mafiosa, dos mesmos que agora andam qual baratas tontas a fazer os impossíveis para ao menos aliviar a corda que de dia para dia se vai apertando.
E nao encontraram melhor soluçao que ir às soluçoes do...BENFICA.
Até o clube dos envelopes, como nao quer a coisa, vai imitando o GLORIOSO.
Mas nao terao êxito, pois esta recuperaçao do BENFICA, esta pujança que nos traz nas nuvens, deveu-se à nossa Massa Associatica, Única no Mundo, toda ela cega de paixao pelo seu querido GLORIOSO.
E claro esta mistura explosiva de Dirigentes competentes, Técnicos de todas as Modalidades Competentíssimos, Executantes de Eleiçao, só podia dar nisto: viver momentos de verdadeira Loucura pelo nosso Mais Querido.
O nosso mal é que somos magnânimos estamos a chocar ovos de serpente, pois que esperamos para expulsar de sócios bruno carvalho, antónio de souza-cardoso, daniel quaresma e o árbitro pedro proença?)
Entre outros claro.
Mas nao só esses tentaram atacar o BENFICA "modernamente" a mesquinhez de um tal olímpio, que pasme-se é professor universitário e que o nosso treinador-adjunto do andebol, sem papas na língua,lhe chamou homem(?) sem carácter.
Ouviu e calou.
A inextinguível Chama Imensa é Honra...Orgulho...Glória e Vaidade.

terça-feira, outubro 13

O 5º maior blogue de futebol português!!!!!

Enquanto nos continuam a privar de ver o ENORME por causa do escrete lusitano, deixo aqui algo para nos entreter, e principalmente para nos deixar cheios de orgulho.

Segundo o Futebol Magazine - Blog Rankings, oAntitripa é actualmente o 5º maior blogue de futebol em Portugal.

A lista dos 50 maiores blogues em Outubro de 2009 pode ser vista aqui.

Muito obrigado a todos os defensores da nossa causa, não esquecendo também (não podemos ser injustos) as mais que muitas visitas que a porkalhada azul e os merdas verdes nos fazem e que também contribuem para este ranking.

segunda-feira, outubro 12

"Bom serviço cívico e clubite aguda

“Elisa, apronta as malinhas, marca a passagem e logo que possas, segue para Bruxelas. Vai e não voltes, pois saudade é coisa que cá não deixas!” – este foi o desejo de um cidadão portuense impoluto, expresso nestas duas frases lapidares, que não obstante a sua cor clubística azul, ecoou pela esmagadora maioria das freguesias da cidade, desde o Bonfim até à Foz.
Elisa Ferreira equivocou-se. A sua candidatura foi na realidade um equívoco. Desde princípio da campanha.
A sua candidatura confundiu um profundo sentimento portuense, genuìnamente tripeiro, com o portismo corrupto, batoteiro e submundano.
Confundiu gente honesta e trabalhadora com parasitas e gangs ribeirinhos dominantes.
Confundiu um cidadão sério com um cacique trauliteiro, obcecado por desígnios bacocos e provincianos.
Confundiu 47,48% de 131.649 votantes do seu concelho, com 6 milhões de Benfiquistas de todo o país, não obstante alguns milhares estarem inclusos na percentagem mencionada.
Confundiu atitudes elevadas, firmes e determinadas, com sinistros e rasteiros comportamentos de coacção e promiscuidade.
Equivocou-se dizendo que Rui Rio foi apoiado por 6 milhões de Benfiquistas. Ela, Elisa, é que não foi apoiada por dezenas de milhar de portuenses.
Misturou serviço cívico com a sua clubite cega e cúmplice.

Acima de tudo, na Muy Nobre Leal e Invicta Cidade do Porto prevaleceu o equilíbrio, a sensatez e a seriedade.
Venceu Rui Rio, naturalmente.

No belo edifício dos Paços do Concelho, o varandim abrir-se-á normalmente, e o ar, no seu interior, continuará saudável, limpo e livre da poluição dos parasitas infectos que através de uma estratégia patega e tacanha, quiseram e continuam a querer confundir e misturar o que é totalmente incompatível - trabalho, rigor e seriedade com clubismo, oportunismo, bandalheira e corrupção. Quiseram colar o grémio condenado, a uma candidatura e vice-versa. Tiveram o que mereciam. Os cidadãos não são estúpidos, pensam pela sua própria cabeça e diferenciaram bem o que engrandece a cidade e o que a envergonha. Mostraram como se separam as águas navegáveis do Douro, da imundície de um “ghetto” da cidade.
O destino de Elisa estava traçado quando o cenário revelou aquela promiscuidade. Venderam-lhe essa guerra e ela sentindo a sua clubite a palpitar, comprou-a, pensando obter dividendos dela. Foi a derrocada total.
Ao aceitar o apoio tácito de um cacique completamente descredibilizado – um declamador de pacotilha que deambula entre os escombros de um clube condenado por corrupção e os seus badalados escândalos passionais, sonhando dia e noite com o Glorioso – e de todas aquelas forças obscuras que gravitam em volta dele, retribuindo-lhe por sua vez, apoio declarado num diferendo bacoco, assinou, nesse momento, a sua própria derrota.
Só na sua comissão de honra lá estavam ”os do costume”. O presidente do clube condenado por corrupção tentada, Fernando Póvoas, Olímpio Bento, o “Bitaites”, os “músicos” do costume, – Tê, Abrunhosa, Burmester - mais alguns “intelectualóides” costumeiros nestas andanças e ainda Rosa Mota. Tudo do “bom” e do “melhor”. Não chegou, nem nunca chegará.
Ao ver este cenário o Povo foi implacável.
Após tanta tropelia, tanto jogo aéreo, tanta finta careca, tantas jogadas em “off side” de Elisa e do seu “staff” de estrategas , Rio, “de pantufas”, espetou-lhes uma goleada memorável e tècnicamente irrepreensível.
Os números são frios e cruéis.
Os cidadãos portuenses estão de parabéns e democràticamente, souberam dar uma resposta inequívoca a quem de uma forma manhosa e oportunista – socorrendo-se lamentàvelmente do seu anti-Benfiquismo primário e doentio – quis ganhar o município a qualquer custo.
A Invicta não se revê no clube de Elisa.
A Gente das Tripas não foi em “futebóis”!

GRÃO VASCO



Post Scriptum - a entrevista inclusa no site cujo endereço deixo em baixo, patenteia bem a forma como as coisas se fazem.


http://www.ionline.pt/conteudo/26667-elisa-ferreira-rui-rio-tem-o-apoio-6-milhoes-benfiquistas

domingo, outubro 11

Pour Elise(s).....

Não me pronunciei sobre nenhumas eleições neste ano a não ser nas mais importantes para o País para não dizer as do Mundo: As do Benfica.

Não fui eu que misturei a política com o Futebol, foi a Cúpula em funções. Logo, é altura de deixar um recadinho à Candidata à Câmara Municipal do Porto, que por acaso até é do meu partido, mas que não levou OBVIAMENTE os nossos votos: Elisa Ferreira.

Minha cara Elisa,

pensei que tivesses mais juízo e que viesses provar ao Eng. Socas que não eras um erro de casting, mas não....inteligente como gostarias de ser, desde cedo preferiste ignorar que a NOSSA MUY NOBRE, LEAL E INVICTA CIDADE DO PORTO é uma CIDADE VERMELHA e então brindaste-nos com a tua ignorância política: piscaste o olho ao corrupto e seus vassalos, os porcos. Bravo! Brilhante. Nem o candidato anterior conseguiu tanto brilhantismo....pois não sabem ainda que não são votos suficientes nem para lá caminham. LOL.

Agora saboreia nesse "nalgueiro" mal cozido, o peso da MÃO BENFIQUISTA DO NÚCLEO PORTUENSE e lá terás de arranjar tacho lá por fora pois da "gamela", obviamente só levas mesmo os votos dos porcos.
Obrigado por mais esta demonstração de que o BENFICA É UMA NAÇÃO e...... FORÇA RUI RIO, enquanto cagares no corrupto a Autarquia é sempre tua!

P.S.- Não sei se sabem mas em Matosinhos.....descobriram que também não há bácoros suficientes para tomar de assalto a autarquia.......

Duvida: Agora que a Câmara Municipal de Gaia ficou mais limpa, será que vão aumentar o aluguer do Centro de Estágio da Autarquia que é usada a soldo e por tráfico de influências por um ex-vereador, pelos porcos que não conseguem construir uma? Hummmm......ordem de despejo era já ontem!!!!!

CURIOSIDADE- E já agora, por falar em política que nada mais representa do que número de tachos num posto para exercer influências para governar um determinado ciclo. Ps e PSD bulham-se por uma maioria absoluta com promessas.....que todos sabemos que no diccionário político significa "demagogia". E se de repente surgisse um novo partido? Por exemplo um SLB - Social Luta Benfiquista, um partido virado para o futuro e que de repente.....feitas as contas por cima poderia em cada eleição obter......6 milhões de votos, mais o Circulo da Emigração? Em autarquicas limpava todas menos (ao que parece) a de Leiria e a de Gondomar? Ui.......Vieira....pensa nisto......

O RIQUEXÓ DA VERGONHA


Já há um bom par de anos que é sempre assim.
O “velhote” é Giorgio, disfarçado, já em pose para lançar mais uns “gasogénios” ao ar livre e para uma “declamação” bacoca de mais alguns poemas ao vento que passa. Em baixo, o condutor do riquexó, é Zé Dudu, a puxar, a puxar, a puxar…
Nos últimos 4 anos, Zé Dudu, na corrida anual de riquexós, tem cortado sempre a meta em 2º lugar.
Mas mesmo assim, nunca tendo sido o primeiro, olhem bem para o ar de satisfação dele!
É lindo não é?
Parece mesmo gostar daquilo que faz e do lugar que tem ocupado.
Giorgio em cima, Zé Dudu em baixo, submisso, a bulir… à toa.
Então e o ar de gozo do “velhote”, completamente refastelado, prestes a alçar o pernil, para mais um dos seus famosos “rasgadores”?
Sempre por cima!
E o rapaz a puxar, a puxar, a puxar…

Ao arrancar para o percurso, alguém perguntou a Zé Dudu:
- Ó Zé, atestaste em Alvalade? Não vás aos zigueszagues pois desperdiças combustível. Olha que a viagem para “Palermo” é longa e em Benfica não há reabastecimentos para ninguém!

GRÃO VASCO

sábado, outubro 10

Ó pauleta, não sejas rabeta

Se querem saber o porquê deste título basta clicar no mesmo.

Diz a noticia que "O objectivo do protocolo (...) passa por constituir-se como mais um campo de recrutamento e formação de jovens jogadores para integrar na estrutura do F.C. Porto no futuro."

Mas o açoriano está parvo ou quê?!?

Que exemplo é que ele quer "passar" para os jovens que pertencem à sua fundação?

Será o exemplo de que a corrupção é o caminho??!!??

Só pode ser, para tentar recrutar jovens jogadores para o clubeco regional de corruptos!

Mas talvez a assinatura do tal protocolo com a escumalha corrupta tenha sido assinado depois duma refeição bem regada, pois só assim se compreende esta tirada do ex-furacão dos açores e actual angariador de atletas para um futuro corrupto junto da porkalhada:

" É de uma importância enorme ter a minha escola associada ao F.C. Porto"

hehehehe, alguém que quer ter o seu nome e um seu projecto associado a um clube como o fóculporko só pode estar com problemas na cabeça...

sexta-feira, outubro 9

EUFORIA

Sou, cada dia que passa, um homem melhor e mais puro porque, sou Adepto do CLUBE mais nobre do Mundo. E adoro-o, digo-vo-lo em voz alta.

Este é o sentimento que verdadeiramente domina o meu espírito todos os dias. É verdade que sim, ando eufórico.
E depois?
Ando eufórico porque sou do BENFICA, e ando eufórico porque o meu BENFICA, como Clube me envaidece, a jogar me encanta.
Acredito, que os melhores jogadores do Mundo também andam eufóricos inclusivé a melhor Equipa Técnica do Mundo.
Mas ao invés de mim, estes têm que dominar os seus sentimentos para poderem, em cada jogo, em cada duelo, apresentarem as suas temíveis armas, entrarem em campo sem sobrancerias sempre sempre perniciosas(AEK de Atenas lembram-se?)e com uma humildade fidalga, cumprirem o destino do BENFICA: vencerem, vencerem sempre.
Pois será "quem de direito" que deve controlar a euforia reinante.
Eu nao.
Eu nao tenho, nem quero, pôr um travao nos meus sentimentos para com o BENFICA.
A mim cumpre-me celebrar primeiro o facto de Ser Benfiquista e depois a alegria imensa que a carreira das Papoilas Saltitantes me proporciona.
Para mim nao há amarras, quando grito bem alto o meu amor pelo BENFICA, quando espalho aos ventos a magia que me faz sentir o inebriante futebol que agora o GLORIOSO apresenta.
Nao tenho que pôr travao ao Rôlo Compressor que é esta Equipa, que para meu gôzo, esmaga adversários, e "passa a ferro" árbitros.
E poe em sentido o Sistema.
Pelo menos até agora.
E por isso, tal como os pássaros logo pela manhan(nao tenho til) chilreiam o seu hino á Natureza, eu mal acordo celebro um hino de louvor ao meu Clube de sempre e para sempre.
Sou do BENFICA porque sim, e só por isso mil sóis iluminam o meu olhar, o dia-a-dia é mais lânguido e doce.
Há magia no ar, feitiço no vento, encantamento ao meu redor.
Só porque o BENFICA, através do regalo de exibiçoes convincentes, arrasta multidoes vibrantes, roucas por gritar o seu amor e o seu entusiasmo, que transformam em Santuários de peregrinaçao os campos onde vao celebrar vitórias e idolatrar os seus Ídolos.
Nao cabe aqui falar dos inimigos.
Para esses, que espreitam a cada esquina por eventual escorregadela(que vai acontecer necessariamente)apenas um sorriso nao de desprêzo, nada disso, apenas um sorriso amarelo de condolências.
Quero com isto tudo que agora nao dá para me preocupar com o BENFICA.
Nada disso.
O BENFICA é inquietaçao permanente, sobressalto diário, porque o amanhan neste Clube, é vivido hoje.
Isto é, nao se pode parar, o BENFICA a cada dia que passa, a cada amanhan que se aproxima, é um projecto inacabado, é uma avidez insaciável, vestida de vermelho.

quarta-feira, outubro 7

GIORGIO "TÁ" D'ESGUICHO

AVISO:
Esta prosa tem um conteúdo latrinário.
Assim as máscaras que todos adquirimos para nos protegermos do vírus da gripe suína, vulgo vírus da gripe A, deverão ser colocadas imediatamente.
Eu já coloquei a minha!

“Giorgio” tem estado doente. Na gíria popular latrinária, tem estado de “esguicho”.
Estes seus distúrbios têm provindo de visões cada vez mais assustadoras de fantasmas vermelhos e de seres bigodaços e orelhudos. Com a agravante do desenvolvimento progressivo de um “by pass” natural no seu organismo, ao longo de uma trintena de anos, em que a sua tripa cagadeira se ligou à sua segunda cloaca – o seu cérebro bacoco e provinciano. Tudo isto lhe tem provocado descargas mentais repletas de um fedor insuportável e nauseabundo.
Mesmo em “Palermo” já muita gente não aguenta o cheirete.
Esta semana, a primeira “esguichadela” fez lembrar as descargas características de um caquéctico – “olheiros para cá, olheiros para lá” e lá teve que vir um maestro para pôr o “peidorrilhas” nato a “fazer” direito na sanita.
Já desidratado e confuso, balbuciou mais umas patacoadas sobre promiscuidade e… tumba!
Ficámos a saber, que na sua terra, por causa das promiscuidades, foi enviado imediatamente para um “sanitário” contíguo à câmara municipal. Nada de porcarias nos varandins do distinto casarão da avenida.
Tem sido um rio de gozo com estas estórias.
Nada que um chàzinho ou um cafèzinho com árbitros, putas importadas do país tropical, de preferência, mais os empresários dessas putas, conseguissem atenuar.
Mas não, a coisa continuava complicada e surge a cena mais caricata da semana.
No seu corrupto WC, “Giorgio”, prostrado, já agarrado à sua barriga e com “O Nojo” na outra mão, elevou-se da sanita, olhando para cima, procurando a classificação, tentando descortinar onde parava o Glorioso.
- Ora bolas. Afinal o Braguilha Salvadorenho é que é bom. Este é que é o nosso adversário! O Glorioso não, não é! – arengou ele.
Nesse preciso momento, Filó preparava-se para entrar no WC para tirar a máscara da maquilhagem. Ordenou-lhe que abrisse imediatamente a janela e ligou o exaustor.
Quando viu o “defunto” naqueles preparos, disse-lhe:
- “Giorgio”, já estás a cagar outra vez fora da sanita!
- Sim querida, desta vez é que borrei mesmo o tampo e as cuecas. Mas foi por uma boa causa – respondeu o campeão das bufas, naquele tom monocórdico e arrastado.
- Pois é “Giorgio”, mas se não andasses à procura do Glorioso, serias bem mais asseado. O Maior dá cabo de ti. E põe-te à tabela, que mais dia, menos dia, ficas a “cagar de joelhos”! – disse ela com o sorriso malhadeiro de outros tempos.
Ao jeito de uma pequena “vendetta”, fruto de histórias passadas e de pecados velhos, rematou:
- Depois de tantos que mandaste, roendo-te de inveja, não tardará muito ferrarás o “mestre”, e o Glorioso cá ficará mais uns séculos, para mal dos teus pecados.
Nesse momento “Giorgio” estremeceu.
Tinha sido a descarga final.
Inexplicàvelmente, também nesse momento caíram da prateleira do armário, embalagens de um anti-diarreico contrafeito, e “Giorgio”, apavorado, fugiu do WC com as calças na mão a lamuriar-se dos chocolatinhos que comeu ao longo dos últimos promíscuos e corruptos trinta anos da sua triste vida.
- Lôrenzo, acode-me Lôrenzo, estou a precisar de ti. Por favor, apaga-me este passado tão sujo! – suplicava ele à eminência parda do seu bexiguento regime.
Lôrenzo não apareceu. Estava ausente de Palermo. Tinha ido à capital do móvel mandar fazer uma nova cómoda de gavetas falsas para envelopes especiais, aproveitando também para comprar novos apitos.
Cuidado, Companheiros, eles já estão aí outra vez!

GRÃO VASCO

segunda-feira, outubro 5

À CALHOADA

As pedras foram substituídas por "calhaus".
Agora é ainda mais à toa. É mesmo à calhoada.
Tristemente, desde o início do seu pobre e frustrado consulado, JEB continua a ofender ordinàriamente o Benfica.
Ao acabar de ler as declarações de JEB na folha “on line” de um certo pasquim desportivo, muito por “culpa” de alguns dos meus Caros Companheiros Comentadores deste Blogue que nos alertaram para elas, as primeiras questões que me ocorreram, foram estas:
- Será que JEB é presidente de alguma agremiação desportiva, ou tem pretensões a substituir os políticos da nossa praça participando em comícios de tasco, fazendo “discursos” incendiários, sempre contra o Benfica?
- Será que presidindo efectivamente a um grémio com determinado historial, como o pode desonrar da maneira como o fez, ao dedicar-se a criticar e achincalhar o seu rival e as suas iniciativas, falando mais dele do que do seu próprio?

Quando leio e oiço, em tom completamente disparatado e com uma frequência alarmante, as atrocidades deste infeliz, sèriamente afectado pelo Glorioso, e quando pronuncio as suas iniciais – JEB – imagino sempre um GÊBO no deserto, postado sòzinho num palanque, a berrar pelo Farrapilhas Club de Portugal, qual calimero falido e pintado de verde e branco às riscas, e com um carimbo de um bichano com bigodes e sem juba, na casca do ovo que lhe serve de chapéu.
O quadro por si só é deprimente, mas agrava-se com o desespero, a raiva, a inveja e a pequenez de um comportamento recheado de complexos, expresso em intervenções, que pelos vistos ainda deixam mais desmoralizados os apaniguados da sua agremiação.
Começa a haver no seu grémio, cada vez mais gente a manifestar evidente desagrado pela sua baixa postura e pela sua colagem clara ao grémio condenado.
Até parece que o Benfica é a equipa que todos os fins-de-semana e quintas-feiras joga sempre contra ele.

Tem sido sempre assim.
Desde que, ao comemorar a sua pífia vitória eleitoral se pôs logo aos pulos a gritar que “quem não salta é lampião”, que tem sido uma fartança!
Será uma reacção fisiológica derivada do seu ódio ao Benfica?
Tanta produção de azia, far-lhe-á aparecer este tipo de sintomas?
Ou serão convulsões do seu mórbido destino?

O Benfica não lhe tem ligado importância nenhuma.
É um imperativo continuar a tratá-lo com a indiferença que a sua menoridade intelectual desportiva e a sua mesquinhez anti-Glorioso merecem.

No entanto, a referência ordinária de JEB ao “fundo de investimento” deverá merecer da parte dos responsáveis Benfiquistas uma resposta adequada à altura da Instituição que representam e que têm elevadamente dignificado.
Não sugiro que se dêem explicações, pois se JEB tem pretensões a tê-las deverá pagá-las com língua de palmo. Exijo, sim, da Direcção da Benfica SAD a competente resposta colocando-o no seu devido lugar.

Esta semana que passou, no meio de um grande desespero e também no auge de uma luta rasteira do anti-Benfica contra o Benfica, houve várias tentativas “kamikaze” para danificar o Grande Porta-Aviões. E de quem vêm, merecem especial atenção e uma cuidada análise, pois a pressão sobre os árbitros para prejudicarem o Benfica é bem patente e avassaladora.
Desde as provocações fedorentas do patrão do grémio condenado por corrupção tentada, passando pelas insinuações agarotadas do seu lacaio da arquidiocese e acabando nesta abusiva pelintrice de JEB, ajudados por mais alguns artigos apalermados e octavianos em diversos jornalecos, tudo serviu para bombardear e tentar derrubar o Maior.
E ainda há “jornalistas” que nos seus blogues cantam loas às declarações frustradas de JEB sobre o Benfica, como é o caso de um tal de Rita, que cada vez que o ouço, seja na rádio ou na TV, me mete cada vez mais nojo!

O que é importante para esta gentalha é não deixar ganhar o Benfica, seja de que maneira for. Todas as maneiras valem.
Desta vez foi à calhoada!
Os seus grémios e tudo o resto, sejam corruptos, servis ou submissos vão sempre para segundo plano!

Atenção Companheiros!

GRÃO VASCO


PS – Hoje, 2ª feira, temos claramente para a apitadela do nosso jogo um sujeitinho – João Ferreira - que se deixa afectar pela pressão. Têm sido mais que muitas, as vezes, que ostensivamente este “apitadeiro” tem prejudicado claramente o Benfica. Lembro-me de em Alverca, com o Benfica a perder, o guarda-redes dos locais, Paulo Santos, estar a apertar a bota durante 4 minutos dos cinco de descontos. Nem um aviso, nem um amarelo, e ao fim desse tempo jogo terminado. Lembro-me das 3 expulsões no Bessa e de um jogo em que na Luz, com o Benfica a ganhar à tangente, este “inteligente”, mesmo a acabar a partida, marca uma falta fantasma à entrada da nossa área que não deu golo da equipa adversária por pouco. Mas houve mais, e o seu historial não deixa dúvidas. Vai lá estar para cumprir zelosamente a sua “missão” e só um Benfica muito forte poderá trazer da Mata Real os 3 pontos!