sábado, novembro 30

Académica - fcp: um testemunho jornalístico

Foi ontem deixado na nossa caixa de comentários um testemunho de alguém que foi colaborador do jornal oJogo e que fez a cobertura do jogo Académica-fcp de 1986 onde lhe coube analisar os jogadores de ambas as equipas e o trabalho do árbitro. Aqui fica um resumo (o post todo aqui):

"O árbitro foi Raul Ribeiro, de Aveiro. [Se bem me recordo, era na altura funcionário da Revigrés e foi mais tarde funcionário da Câmara Municipal de Aveiro.] Raul Ribeiro esteve tão mal que lhe atribuí a nota mínima: zero. Escrevi então: «O primeiro "penalty" não existiu, pela simples razão de que ninguém tocou em Futre. Os descontos foram perfeitamente exagerados. A desigualdade de critérios foi constante». [O primeiro "penalty", ainda antes do intervalo, foi desperdiçado por Gomes, que rematou ao lado. O FC Porto chegou à vitória com outro "penalty", marcado por André, já depois dos 90 minutos.]"



"Naquele tempo, os árbitros prestavam declarações aos jornalistas no final dos jogos. Foi o que fez Raul Ribeiro. E depois de afirmar que «não sou adepto do FC Porto, porque eu sou do Belenenses», disse que marcou o "penalty" decisivo quando «faltavam ainda três minutos para terminar o jogo, porque costumo parar o cronómetro quando há jogadores a receberem tratamento, substituições e outras paragens». Erro crasso, porque este comportamento não está, nem nunca esteve, previsto nas Leis do Futebol."
"Por isso, na quarta-feira seguinte, publiquei um texto intitulado "Raul Ribeiro e os seus cronómetros: um caso de má interpretação da lei". Explicava que a cronometragem de um jogo de futebol não é igual à de uma partida de basquetebol (em que o cronómetro pára sempre que a bola não está em jogo) e juntava até opiniões de um jornalista do "Diário Popular" («Os minutos dados a mais não tiveram a mínima justificação», Costa Santos) e de outro de "A Bola" («Prolongou o tempo de jogo para além do justificado», Joaquim Rita). E pensei que o assunto morreria por ali."





"Nesse dia, viajei para o Funchal para fazer a reportagem de um jogo da selecção B de Portugal. E foi de lá que liguei para a delegação de "O Jogo" em Coimbra, para saber se estava tudo a correr com normalidade. Diz-me o Fernando Madaíl: «Chegou uma carta do FC Porto para ti». Pedi-lhe que a abrisse e a lesse ao telefone. Ele assim fez. Eram duas folhas em papel timbrado, com o emblema do clube em relevo e a cores, uma carta violenta, a criticar duramente o tal texto sobre os cronómetros de Raul Ribeiro."
"O director de "O Jogo" decidiu não publicar a carta no jornal, impedindo-me assim de dar uma resposta pública. Mas respondi pessoalmente ao subscritor, Álvaro Braga Júnior, então funcionário do Departamento de Futebol do FC Porto. Lamento ainda não ter encontrado a carta, mas enviei-lhe (entre a carta propriamente dita e os "anexos") um envelope com mais de 15 ou 20 folhas.
O jornal do FC Porto viria a publicar a carta de Álvaro Braga Júnior no dia 5 de Março, ao alto da página 3, com o seguinte título em maiúsculas: «Já o conhecemos sr. Mário Martins».
[Até hoje (não sou parvo, mas...) ainda não percebi uma coisa: tendo eu escrito um texto sobre o árbitro Raul Ribeiro, porque é que foi o FC Porto a responder-me?]"



"Resta acrescentar que o texto azul-e-branco não desmente nada do que escrevi, limitando-se a criticar-me por alegados maus desempenhos aquando da passagem pela arbitragem do futebol, como auxiliar do juiz conimbricense Castro e Sousa. Mas até nesse aspecto o referido Álvaro Braga Júnior mete "a pata na poça": na época a que ele se refere, a equipa de arbitragem de que fazia parte, do 1.º escalão nacional, ficou classificada no 8.º lugar, entre 34 equipas. Nada mau.
[E isto levanta-me uma outra dúvida, nunca respondida até hoje: como é que o FC Porto tinha acesso aos relatórios dos delegados técnicos que avaliavam os árbitros?]"


Certamente que este testemunho não pode surpreender ninguém, mas é sempre bom constatarmos que 27 anos depois a estratégia se mantém, e que sem essa mesma estratégia o futebol corrupto do porto não consegue viver: ajudas de árbitros, intimidação a jornalistas e acesso à avaliação dos árbitros. Uma podridão sem fim, mas pelos vistos há quem goste...


PS.- com o contributo do leitor Qwerty, aqui ficam as imagens do jogo acima testemunhado:

sexta-feira, novembro 29

O problema não é só a falta dos "proenças desta vida"...

Olhando para a campanha europeia do clube assumidamente corrupto, a primeira coisa que nos vem à cabeça é a falta que lhes fazem os proenças, xistras, olegários, soares dias, hugos miguéis, jorges sousas, etc, pois nas competições nacionais são esses os grandes protagonistas das vitórias forjadas dos azuis e broncos, e os grandes responsáveis pelo facto da equipa do xonxeca ir vergonhosamente em 1º lugar no campeonato português. Sem dúvida que é um raciocínio lógico, e de certeza que as coisas seriam diferentes se esses árbitros apitassem os jogos europeus do fóculporto.



Mas isso não justifica tudo, e ainda neste último jogo houve um árbitro a fazer o papel desses proenças desta vida, ao não assinalar penalty em mais um lance flagrante de andebol protagonizado por um jogador azul-corrupto:


A questão pode também ser outra, e com a devida vénia ao nosso leitor que assina como ppp, partilho uma noticia que pode explicar muita coisa:


Aposto que o póboas anda com menos trabalho porque se calhar a vitamina Casagrande é só para consumo interno...

Até os lagartóides, no alto da sua eterna estupidez, se armam em espertos e vomitam merdas que só um roupeiro paulinho pode concordar:


A sério? Mas estes anormais não têm noção do ridículo?!? Não era melhor estarem caladinhos e lembrarem-se que nem um pé puseram na Europa do futebol graças ao fantástico sétimo lugar da época passada?!? Ainda bem que há números para esfregar na tromba destes parvinhos, e já se sabe, os números são como as escutas ao avô da fernanda: não enganam:


quarta-feira, novembro 27

Jornalismo "isento" e "avençado"...

BOA QUEIROZ!!!!!

video
Mas "bonito" és tu pah... ficaste com uma trombeta igual depois do jogo de ontem,não?!? então hoje é que deves tar inchado... RONK

terça-feira, novembro 26

Paulo Bento, o senhor coerência

No final de Março dizia isto:

""Por minha opção, mais nenhum novo jogador naturalizado será chamado para a seleção. Não convocarei novos naturalizados", confirmou Paulo Bento."

Até que:


E então, fruto da sua fortíssima personalidade e para ser coerente, menos de oito meses depois diz isto:


E depois querem que as pessoas respeitem este selecionador? Que de selecionador tem pouco ou nada?!? Querem que se vibre com esta equipa do mendes?!? Porra, vibro mais com um jogo dos juvenis do SLB do que com qualquer jogo desta equipa... e no futuro, em vez desta capa vergonhosa:


Façam uma a dizer "dragartos de Portugal", a merda é a mesma...


E por falar em merda, o ENORME Sven-Goran Eriksson referiu-se à merda azul e bronca na sua biografia:

"«Durante os cinco anos que tinha estado fora de Portugal, o futebol lá tinha-se tornado mais sujo, mais corrupto. Havia muitos escândalos e havia sempre conversas sobre árbitros». 
O segundo período no Benfica inclui um relato detalhado da visita às Antas no famoso campeonato de 1991 decidido por César Brito, «um jogador periférico de que ninguém voltaria a ouvir falar». «Quando chegámos ao balneário, estava trancado. Pedi aos seguranças para o abrirem, mas eles ignoraram-me por completo».
«Quando o balneário foi finalmente aberto», continua o livro, «descobrimos que tinha sido pulverizado com um químico qualquer que tornava impossível respirar. Os nossos jogadores tiveram que se equipar no átrio, cá fora. Perguntei a um funcionário do Porto se podíamos pelo menos ter acesso ao relvado, mas as ordens de Da Costa eram que a equipa visitante só podia subir ao relvado meia hora antes do pontapé de saía. Quando subimos para o campo, o relvado estava tão molhado que dificilmente conseguíamos fazer um passe, e as linhas tinham sido redesenhadas para tornar o campo mais pequeno. O nosso banco tinha sido colocado quase em linha com a área de penálti, e preso de forma que era impossível movê-lo.»"

Coitadinhos dos provincianos complexados... nem assim conseguiram evitar levar na peidola...

segunda-feira, novembro 25

Avisem os franceses!



Isto parece-me uma má notícia para o campeonato francês...
Mas qual "james do fc porto"?!?
O que agride (ver video aqui para recordar o magnifico trabalho do comentador) ?


Ou o que mergulha e com a conivência de mais um árbitro amigo decide um campeonato "à fóculporto"?



Faz como o bexigoso achinesado chamado deco e no natal passa pelo laboratório do póboas para uma dose de vitamina Casagrande...

E agora uma imagem de malta com saudades do proença... ou será do Izmaylost?!?


sábado, novembro 23

"BESTAS NEGRAS" à parte....

com carinho:
Bom fim de semana a todos!

quinta-feira, novembro 21

A besta do Nacional


Mas o xonxeca sabe quem é o treinador do Nacional?
Mas o xonxeca sabe que o treinador do Nacional no último jogo entre as duas equipas resolveu deixar de forma inexplicável no banco o jogador mais utilizado (vejam aqui o que escrevemos sobre esse jogo)??
Mas o xonxeca sabe que o treinador do Nacional nesse mesmo jogo viu a sua equipa sofrer um golo onde a bola é cruzada fora de campo, um golo em claro fora-de-jogo e outro num penalty inexistente e nada disse??? Nem um dos golos contestou?!?
O treinador da "besta negra do fc porto" disse isto a propósito do xonxeca:

"«Paulo Fonseca vai deixar o FC Porto com um saco cheio de títulos» - Manuel Machado"

Acho que estamos conversados...


Um dos árbitros mais conceituados de sempre disse isto:

"«Um árbitro nunca pode errar um penalty» – Collina"

O Collina que fale sobre isto ao proença,


ao xistra,


ao hugo miguel,


e a todos os árbitros portugueses que, com penalty inventado ou com penalty flagrante por marcar, com foras-de-jogo mal assinalados ou com golos validados em fora-de-jogo, e com golos de cabeça obtidos depois de empurrar o adversário, apresentam um currículo GIGANTE de prejuízo ao ENORME e beneficio ao futebol corrupto do porto.


PS.- voltando ao xonxeca, o jornaleirismo praticado em Portugal acha que deve perguntar-lhe sobre o parkinson da costa que esteve internado uns dias, mas não deve perguntar nada sobre o Izmaylov Izmaylost que está desaparecido há mais de 2 meses... mas alguém os pode respeitar?!?

quarta-feira, novembro 20

Faz hoje um ano

Nós aqui não queríamos deixar de assinalar esta data.
Faz hoje sensivelmente um ano que aconteceu uma banalidade:


Nada de mais, foi apenas um dirigente que foi encontrado morto dentro de um estádio.
Não mereceu grande nenhum destaque por parte da comunicação social, não vi/li/ouvi em nenhuma altura questionarem os dirigentes desse clube sobre esta morte, não vi/li/ouvi falarem com familiares ou amigos do morto, não vi/li/ouvi falarem com bombeiros ou médicos do INEM, não vi/li/ouvi falarem com médicos legistas para confirmar que não houve intervenção de terceiros, NADA!
Portanto é apenas mais uma banalidade relacionada com o clube assumidamente corrupto. Resta saber se o tratamento da opinião pública seria o mesmo se tal banalidade acontecesse num outro estádio...
Não sei se a arma chegou a ser encontrada, mas espero que sim porque tenho uma sugestão para a colocar no museu azul e bronco, também conhecido por museu proença e amigos: que tal colocar a arma entre a maqueta do calor da noite e a seringa do Casagrande. Não era uma excelente ideia? Ficava bem espelhado o que na realidade é aquele clube, certo?

E por falar nos amigos do proença, atentem bem ao que este anormaleco disse numa qualquer palestra:


hehehe, é que há com cada estúpido que até dói... só faltou dizer (mas para isso tinha que ser alguém honesto) que sabe que vai errar mas sempre para o mesmo lado.

segunda-feira, novembro 18

Mudar de vida?!?

"Pinto da Costa prestes a ter alta mas "terá que mudar de vida""

Como assim "mudar de vida"?
Isso significa que o velhinho desgastado já não pode oferecer fruta de dormir a árbitros?
Já não pode pagar viagens e jantaradas a árbitros?
Não pode receber árbitros em casa dias antes desses mesmos árbitros apitarem o futebol corrupto do porto?
Já não pode arranjar uma putéfila e fazer dela a primeira dama do fóculporto?
Não pode autorizar o póboas a dar vitamina Casagrande aos atletas do clubeco regional de andrades corruptos?
Esta é a vida do parkinson da costa, e se ele a mudar, o mais certo é o clube assumidamente corrupto desaparecer, pois sem esta forma de estar na vida por parte do seu presidente as vitorias forjadas acabam...

Só espero que o hospital onde o peidoso esteve internado tenha televisão, para que ele não tenha perdido nada do título intercontinental de hóquei


Assim pode ficar com este focinho como ficou no título europeu do ENORME em pleno dragay caixa, ou melhor, melão encaixa


Se o gajo não fosse tão caquético até aposto que dava nas trombas à netinha fernanda...

quinta-feira, novembro 14

O Vítor das Arábias


Em primeiro lugar é bom recordar os mais distraídos que nem no Al Ahli foi a primeira escolha, pois os árabes tinham outro génio da bola debaixo de olho:


Numa entrevista depois de assinar pelo clube árabe explicou que teve outros convites (talvez de clubes do campeonato da Jordânia ou do Iémen...) mas que optou pelo AlAhli depois de fazer um balanço familiar, financeiro e desportivo. Disse também que "queria um projecto desportivo aliciante, apesar de ser noutro continente" e que "o projecto é entusiasmante". Só não sei se o entrevistador conseguiu suster uma gargalhada quando foi apontado o motivo desportivo...
O que se sabe é que dois meses depois o tal factor desportivo não corria bem:

Vítor Pereira de mal a pior na Arábia

Estamos em Novembro, mais ou menos 4 meses depois de ir para as arábias, e o vítor já diz isto (que surpresa!):


Portanto, mesmo que o factor desportivo alguma vez tivesse mesmo "pesado" na decisão, quatro meses depois já não pesa nada, e o vítor até se atreve a pedir um campeonato com mais visibilidade, como se a liga árabe não fosse conhecida do mundo inteiro...
A verdade é que à imagem dos seus antecessores (jesualdo e vilas boas) o vítor sem os proenças desta vida não consegue conquistar as tais vitórias forjadas e mentirosas.
A verdade é que tal como os seus antecessores (jesualdo e vilas boas) ele vai andar de despedimento em despedimento.
A verdade é que para o vítor ter sucesso nas arábias lhe faltam os 40 árbitros tugas ladrões.


PS.- um tributo aos adeptos do Académico de Viseu por tratarem os corruptos como escumalha que são:

terça-feira, novembro 12

Estátuas e maquetes

Não é preciso muito texto nest post...Basta ouvir atentamente o que o Dr.Rui Gomes da Silva diz...
está la tudo!!!

video

e ja agora, tipo 2 em 1, aproveito para reforçar esta ideia/pedido aos clubezecos que abrem pernas aos corruptos...
video





domingo, novembro 10

Felizmente e finalmente

Felizmente o rui patrício não é nenhum Roberto...

 

 Finalmente o burro do caralho bruno de carvalho falou do jogo do campeonato no WC de alvalade e da arbitragem do hugo miguel



Mas acho que nem as fadas no vão dar os 2 pontos que nos roubaram nesse jogo...

sexta-feira, novembro 8

Lembrar duarte gomes num derby




Absolutamente inacreditável! É, sem dúvida nenhuma, um árbitro ao mesmo nível de um proença, de um xistra, de um hugo miguel, de um olegário, de um soares dias, etc. Acho mesmo que se isto tivesse sido num ENORME-corruptos o dudu gomes já tinha apitado uma final da champions.

O que também é inacreditável é isto:


7 árbitros da associação do porto em 12 jogos oficiais das competições nacionais?!? Se isto não é um recorde para lá caminha. Só é pena não os poderem utilizar na champions, senão de certeza que iam em primeiro no grupo...

quinta-feira, novembro 7

Cosme Damião e o provincianismo complexado



Parece que o clube assumidamente corrupto não gostou do resultado do Orçamento Participativo da Câmara Municipal de Lisboa
Parece que o mesmo resultado do O.P. despertou mais uma vez os complexos provincianos que aquela gentalha sofre e que não os deixa dormir.
Até emitiram um comunicado (imagine-se!!!)!
Mas como não passam dum clubeco regional de andrades corruptos, que ainda por cima sofre de amnésia selectiva, pelos vistos esqueceram-se que andam há muitos anos a utilizar o centro de estágio da câmara municipal de Gaia ao preço da uva mijona
Como tal, o que eles queriam dizer no comunicado era mais ou menos isto:

Comunicado do FUTEBOL CORRUPTO DO PORKO:
-----------------------------------------

A Câmara Municipal de Gaia continua, por decisão do seu ex-presidente Luís Filipe Menezes, a pagar os custos (mais de 500 mil euros/ano) de um centro de estágios do Futebol Clube do Porto. E desta forma continuamos, todos nós, os que gostam de futebol e os que não gostam, os que são do FCPorto e os que não são, a pagar os devaneios da classe política.

Numa altura em que o país atravessa a mais grave crise das últimas décadas, em que se cortam salários e reformas baixíssimas, com o argumento que todos têm de contribuir para o esforço de recuperação das contas públicas, a Câmara Municipal de Gaia continua a fazer-nos a todos, ainda que indirectamente, pagar uma centro de estágio de um clube.

Em causa não está tratar-se deste ou daquele clube, em causa não está uma qualquer associação entre uma câmara, ou outra entidade pública, num projecto que crie emprego, crie valor, mas sim o luxo de se continuar a gastar tão mal o dinheiro de todos nós.

E porque nestas coisas do futebol os políticos gostam sempre de sol na eira e chuva no nabal, certamente que Gaia alugará (por verba IRRISÓRIA) em breve o tal centro de estágio a outros clubes, pagos pelos portugueses de Monção a Vila Real de Santo António.


quarta-feira, novembro 6

Alex Ferguson e o clube dos títulos de supermercado

Depois de ter dito que o clube assumidamente corrupto comprava campeonatos no supermercado (alguém deve ter traduzido a expressão "fruta de dormir" e a sua origem a Sir Alex...), o ex treinador do Manchester United não esquece a roubalheira da champions de 2003/2004

(imagem retirada daqui)

"Em relação à eliminação do Manchester United nos oitavos-de-final da Liga dos Campeões na época 2003/2004, Alex Ferguson não esqueceu os erros de arbitragem que tiverem influência no resultado final e não poupou nas críticas à equipa de arbitragem.
«Nos jogos da Champions League, os árbitros têm imensa arrogância porque sabem que no fim de semana seguinte estão longe de nós, a arbitrar no país deles. Perdi duas eliminatórias europeias contra equipas de José Mourinho, mas não foi por causa da performance dos jogadores - mas, sim, por causa do árbitro. O jogo de 2004 frente ao FC Porto foi inacreditável. E a pior decisão nem foi o facto de ele ter invalidado um golo limpo do Scholes que nos daria o 2-0. A poucos minutos do fim, Ronaldo foi derrubado pelo defesa-esquerdo do FC Porto. O juiz de linha assinalou a falta, mas o árbitro mandou seguir. O FC Porto contra-atacou e ganhou o livre que acabaria por resultar no golo do empate», escrever Ferguson no seu livro."

Se tivesse treinado em Portugal e visto que isto se passa em praticamente todas as jornadas acho que o Alex Ferguson tinha deixado o futebol mais cedo...

PS.- fica aqui o video do golo mal anulado (com o contributo do nosso leitor que assinou como "mal anulado") ao Manchester e que é para ver e rever... afinal foi apenas mais um jogo em que o clube corrupto ganhou graças ao árbitro e não aos jogadores e treinador... foi apenas mais um:


segunda-feira, novembro 4

Os assuntos pessoais de Fucile


Como se vê o clubeco que mente em relação à data de fundação, que mente em relação ao número de espectadores presentes na pocilga no estádio do ladrão, que adultera os objectos colocados no museu proença and friends, também se farta de mentir sobre a ausência dos seus jogadores aos treinos. Afinal o problema pessoal do Fucile foi ter sido afastado do grupo depois de discutir com o treinador. Se calhar tiveram vergonha de dizer a verdade, como tiveram vergonha de pôr uma foto com a ex 1ª dama dos portistas no museu...
Curioso (ou talvez não) é isto vir num jornal generalista, enquanto os jornais desportivos assobiam para o lado e fingem que nada se passa... é quase como quando foram divulgadas as escutas ao parkinson da costa, em que os pasquins desportivos praticamente nem uma palavra sobre o assunto escreveram... e ainda há quem os compre... simplesmente surreal!
Agora falta descobrir a verdade sobre este:


Vamos ver se os problemas familiares deste afinal são problemas amarelinhados... ou também discutiu com o xonxeca? Já lá vão seis semanas, certamente uma banalidade na opinião dos jornaleiros desportivos deste país.

domingo, novembro 3

Afinal ontem o Mangala é que foi o amigo...

Olhando para o post que aqui deixei ontem, só posso dizer uma coisa: nestes casos é tão bom não ter razão!
Afinal, de jogo amigável esperado (pelo facto do presidente do belenenses ser dragay de ouro e por um speaker do estádio não esconder a admiração por parkinson da costa) apenas resultou que o defesa do clube corrupto é que foi um grande amigo. A propósito, alguém sabe quantos milhões vale o Magala? Depois de ontem valerá muitos, certamente...
A verdade é que para o futebol corrupto do porto ganhar em Belém precisava mesmo duma dose maior de vitamina Casagrande e precisava da habitual e eterna ajuda dos árbitros. Mas olhando para a imagem seguinte afinal até para empatarem com o belém esta escumalha corrupta precisou de ajuda:


São tão fraquinhos que até metem nojo... quem também é muito fraquinho é quem faz da parcialidade a essência do seu trabalho. Descubra as diferenças:


E pronto... nem todos se podem gabar de fazer exibições coloridas como o frutabol corrupto do porto... se bem que na maior parte das vezes é mais amarelinhada do que propriamente colorida...

Quem voltou a colorir os jornalistas de nódoas negras foi o merdas do costume:

"Uma altercação entre Rui Cerqueira, diretor de comunicação do FC Porto, e dois jornalistas, João Fonseca, da Rádio Renascença, e David Carvalho, da TSF, marcou o final da partida. Tudo aconteceu quando Helton recolhia aos balneários.
À entrada para o túnel de acesso aos balneários, os repórteres abordaram o brasileiro com o intuito de recolherem a sua leitura do jogo. Rui Cerqueira interveio no sentido de inviabilizar a ação – nenhum dos jogadores do FC Porto falou à comunicação social, à exceção de Fernando, na “flash-interview”, –, situação descrita em antena pelos jornalistas como “tentativa de agressão”."

Duas notas: a maior parte dos jornaleiros deste país nem falou nisto, o que só prova (como se fosse preciso...) que eles colocam o seu mau profissionalismo à frente da solideriedade por colegas de profissão; e o unico jogador a falar à comunicação social foi o carroceiro fernando para continuar a vergonhosa campanha de o levar à seleção do mendes...

sábado, novembro 2

O que esperar do jogo amigável de hoje em Belém?

Que seja isso mesmo: um jogo amigável em vez de ser um jogo de campeonato.

O presidente do belenenses, Rui Pedro Soares:


já foi premiado(?) com um dragay de ouro:


E logo na categoria de "sócio do ano", como podem confirmar aqui na lista de galardoados. Ou seja, estamos perante uma situação em que o presidente do clube visitado deseja o mesmo resultado que o desgastado presidente do clube visitante.

Além disso, quem não se lembra da mensagem passada pelo speaker do estádio do restelo numa das ultimas visitas do clube assumidamente corrupto?


Adoro a frase final ("não se ficou a saber é como"), principalmente vindo do jornal em questão...

Portanto, ou muito me engano, ou hoje nem é preciso uma dose muito elevada de vitamina Casagrande, nem a habitual (e eterna) ajuda dos árbitros. E assim vai a principal competição em Portugal...